Após um ano: DIREÇÃO-GERAL DA CULTURA ENTREGA PRÉMIOS DO CARNAVAL 2017

A Direção-Geral da Cultura entregou esta segunda-feira, 12 de fevereiro 2018, prémios aos vencedores do carnaval 2017, depois de um ano a espera do executivo para disponibilizar o dinheiro.

O carnaval 2017 que decorrera sob o lema, “Cultura como fator de inserção social e económica”, teve como vencedor ao nível de desfile nacional Grupo Chão de Papel Varela, do Sector Autónimo de Bissau e levou o valor de cinco milhões de Francos CFA. O grupo da região de Cacheu que ocupou segunda posição, recebeu uma soma de três milhões de Francos CFA. Na terceira posição estava a região de Biombo, levando dois milhões Francos CFA.

Na falta da organização do desfile nacional este ano, por falta de verba para os grupos participantes, a Comissão encarregue de realizar a maior festa cultural do país decidiu promover uma cerimónia da entrega dos prémios do carnaval 2017, onde o grupo Chao de Papel Varela [vencedor do carnaval 2017] foi convidado a animar o público presente com diferentes estilos de dança. O Grupo Netos de Bandim e região de Biombo também brindaram o público com os seus estilos de façanhas que mereceu aplausos de presentes, inclusive os turristas.

A nível de rainhas, a região de Biombo venceu esta categoria com 84 pontos e levou uma soma de 1.500 000 (Um milhão quinhentos mil) Francos CFA. A segunda posição foi para a Rainha da região de Quínara que obteve 75 pontos, recebeu 1.000 000 (Um milhão) de Francos CFA. Grupo do Bairro de Chão de Papel Varela (SAB), ficou na terceira posição com 66 pontos, foi entregue pela Comissão a soma de 500 000 (Quinhentos mil) Francos CFA.

Depois da entrega dos prémios, o ministro da Juventude, Cultura e Desporto do governo exonerado de General Umaro Sissoco Embaló, Tomás Gomes Barbosa, disse que a participação das regiões no desfile nacional, mostra o valor da etnia e da diversidade cultural da Guiné-Bissau.

Assegurou ainda que conseguiu honrar o seu compromisso de entregar os prémios aos vencedores do carnaval 2017. Prometeu, no entanto, que o ministério vai começar a trabalhar para que o carnaval 2019 seja realizada com êxito, de formas a demostrar ao mundo que a Guiné-Bissau tem diferentes valores culturais.

“A nossa [guineenses] vitória é o desenvolvimento do país, bem como mostrar a nossa cultura e dignificar a nossa identidade como país com diferentes mosaicos étnicos, notou.

 

 

Por: Aguinaldo Ampa/ Celeste Djata
Foto: Sene Camará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa