MINISTÉRIO PÚBLICO SUSPENDE RECENSEAMENTO ELEITORAL

O Ministério Público (MP) da Guiné-Bissau suspendeu esta quinta-feira, 06 de dezembro, o recenseamento eleitoral no país por alegadas irregularidades no processo, segundo um despacho a que a agência Lusa teve acesso.

No mesmo despacho, o MP determina também a presença de forças policiais no Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE), sendo apenas permitida a entrada de pessoas autorizadas.

Na terça-feira, três técnicos ds GTAPE foram ouvidos pelo MP guineense, tendo-lhes sido imposta a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.

O diretor geral interno do GTAPE e outros três técnicos foram também hoje ouvidos, mas na qualidade de testemunhas.

O MP abriu um processo de averiguação de irregularidades no processo eleitoral na sequência de uma queixa apresentada por um grupo de partidos políticos, incluindo o Partido da Renovação Social, segunda maior força política da Guiné-Bissau e que integra o atual governo de consenso.

As eleições legislativas na Guiné-Bissau estavam marcadas para 18 de novembro mas foram adiadas devido a problemas técnicos e financeiros que impediram que o recenseamento eleitoral começasse na data prevista, em agosto.

O recenseamento eleitoral ainda decorre no pais, mas tem sido muito contestado.

 

 

In lusa

One comment

  1. Abdulai Keita disse:

    Despacho e/ou sentença. É coisa “déjà vu” no decorrer destes três anos, 3 meses e pico da presente vaga de crise. Foi o método tentado e praticado para impedir a realização do IX Congresso do PAIGC.

    Despachos/Sentenças dos tribunais de Bissau/Bissorã/Bula/Buba etc… O Congresso teve lugar e com muito sucesso.

    Agora para tentar impedir a realização das Eleições em vista ou puxar a possível data da sua realização para o próximo Novembro de 2019 ou não sei para quando, recorre-se ao mesmo método. Quer dizer, é como diz um ditado, “o mesmo ladrão; o mesmo conhecimento; a mesma estratégia; a mesma tática; o mesmo método; e o mesmo roubo”.

    Despachos/Sentenças contra os técnicos da GTAPE. Impedimento de entrada de técnicos nas instalações do GTAPE. Não vai dar nada. Não vai funcionar, tal como no caso antes citado. E porque?

    Porque o nosso sistema judiciário está constituído não apenas de uma só instância, mas sim de várias; um. E dois; porque, ao contrário do que se tem tanto propagado, nem todos os juízes são corruptos neste nosso país do POVO BOM e por isso, nem todos se deixam levar a leve.

    Em todo o caso, estou muito curioso. Mas com uma única certeza: essas Eleições em vista vão ter lugar, dentro de em breve e eu vou votar. E já sei em favor de quem e contra quem.

    Obrigado.
    Pela honestidade intelectual, infalível…
    Por uma Guiné-Bissau de Homem Novo (Mulheres e Homens), íntegro, idôneo e, pensador com a sua própria cabeça. Incorruptível!
    Que reine o bom senso.
    Amizade.
    A. Keita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa