Campanha de cajú – 2019: GOVERNO ESTABELECE QUINHENTOS FRANCOS CFA COMO PREÇO BASE DE CAJU POR QUILOGRAMA

O governo guineense estabeleceu na terça-feira, 26 de março de 2019, o valor de 500 Francos CFA como preço base por quilograma de castanha de cajú junto dos produtores para a presente campanha de comercialização. O executivo também fixou ainda o valor de mil duzentos e vinte dois francos cfa, como a base tributária por tonelada. 

O anúncio do preço base da campanha de cajú foi tornado público através do comunicado de Conselho de Ministro e que a redação do semanário O Democrata teve acesso.

O Conselho de Ministro dirigida pelo primeiro-ministro, Aristides Gomes, reuniu na terça-feira, 26 de março, com o intuito de analisar os elementos para a operacionalização da campanha de castanha de caju deste ano e na qual agendaram a abertura da campanha de comercialização da castanha de cajú para o próximo sábado, 30 de março.  

De acordo com as orientações do ministério do Comércio e da Agência Nacional de Cajú (ANCA), o governo redefiniu a taxa de sobrevalorização que saiu de 20 (vinte) francos cfa para 15 (quinze) francos cfa, das quais 10 (dez) francos cfa vai para o Tesouro Público e 5 (cinco) francos cfa é destinado para a Agência Nacional de Cajú. 

O comunicado informa ainda que o governo incumbiu o ministério do Comércio e a ANCA para adotarem plano geral para a campanha de comercialização do cajú 2019, bem como proceder a sua divulgação junto dos diversos intervenientes da fileira de cajú. 

Durante a reunião do Conselho de Ministros, o executivo guineense aprovou a proposta de alteração do decreto que instituiu o Instituto da Biodiversidade e das Áreas Protegidas (IBAP) e que doravante passa a ser denominado do Instituto da Biodiversidade e das Áreas Protegidas – Dr. Alfredo Simão da Silva, em homenagem a primeiro director geral daquela organização, falecido no passado dia 1 de Março 2019.

Por: Epifania Mendes

Enviado do meu iPhone

2 comments

  1. Solna António da Silva disse:

    Com esse preço do 500fcfa em base do mercado internacional,os agricultores vão beneficiar de que o do ano passado, que alguns não conseguiram vender as suas castanhas, tendo em conta com o preço inicial que é do 1.000fca.

  2. Antonio SANHA LAPO disse:

    Eu felicito o primeiro ministro para is seus esforso para que a castanha seria valorizada pela camara camponessa seria tambem reconhecida Palos seus calories para que eles tem a forca De continuar a produzir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa