Figura da semana: USSUMANE GRIFOM CAMARÁ LANÇA A SUA PRIMEIRA OBRA LITERARIA

[SEMANA 21_2019] O poeta, cronista e ativista guineense, Ussumane Grifom Camará, lançou ontem, 22 de Maio de 2019, na Universidade Lusófona de Lisboa, o seu primeiro livro de poesia intitulado “Encanto de Canto que Canto”, editado pela editora lusa ‘Euedito’. É um trabalho escrito em português com exceção de um poema, ‘Kebur Negro’, em língua Mansinha.

A obra de 104 páginas dividida em duas partes: a primeira dedicada à poesia e outra em cómicas contou com a apresentação do jovem crítico literário e ativista político Sumaila Jaló. O livro “Encanto de Canto que Canto” tem nos seus versos os temas sobre a família, o respeito, a solidariedade e a esperança num futuro melhor.

                                                                            BIOGRAFIA                                                                                  

Ussumane Grifom Camará (Matchom) nasceu no dia 22 de agosto de 1987 em Bissau. É autor de várias obras entre poesia, crónicas e romances. Começou a escrever poemas muito cedo, aos 15 anos, quando ainda frequentava os estudos liceais. Estudou Sociologia na Universidade Lusófona da Guiné. É representante da Guiné-Bissau no EPLP e Acadêmico da AVPLP, participou na Antologia Comemorativa do IIIº, IVº e Vº Encontro de Poetas de Língua Portuguesa, “Em todos os ritmos da poesia, Todos os Tons e A Poesia do Fado e dos Tambores”, respetivamente. 

É membro fundador da Sociedade de Autores Guineense e Vice-presidente da assembleia-geral da mesma. Foi Secretário-geral da Seiva da Nova Geração (Clube Guineense D’Arte) e da qual atualmente é vice-presidente. É Coordenador do Universo Cultural Guineense, onde trabalha como promotor e divulgador cultural. Também coordena a organização não-governamental Geração de Estudo e Pesquisa (GEP) e é fundador e coordenador nacional do Movimento “O Cidadão”.


Por: Sene Camará

One comment

  1. Lucas Jaime Indi disse:

    Ussumane Grifom Camará, meus votos de parabéns pelo seu trabalho – ‘si labur labradu, kebur tem ku kebradu/’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa