EMPRESA ORANGE DISPONIBILIZA CINCO MILHÕES DE FCFA PARA VENCEDOR DO CAMPEONATO DE DEFESO INTER-BAIRROS

A operadora de telecomunicações “ORANGE BISSAU” vai disponibilizar uma soma de cinco milhões de Francos CFA para premiar o vencedor do campeonato defeso inter-bairros, dois milhões de Francos CFA para o segundo lugar, além de prémios para a equipa “Fair Play”, o melhor marcador e o melhor guarda-redes, referente à edição 2019 a disputar-se no estádio Lino Correia em Bissau, organizado pela associação de treinadores de futebol da Guiné-Bissau. 

O engajamento daquela empresa de telefonia móvel em apoiar os campeonatos defesos do país, das regiões e da capital Bissau,  foi tornado público através de uma assinatura do protocolo de acordo entre a empresa Orange e as diferentes Federações dos campeonatos de defesos,  como também com a associação nacional de treinadores que organiza o campeonato de defeso denominado “Inter-Bairro” em agosto e setembro no qual participam 16 bairros periféricos de Bissau.  

De acordo com as informações apuradas pelo jornal O Democrata o orçamento disponibilizado pela Orange Bissau para financiar a VIIª Edição “Orange Bola Na Bantaba” está estimado em 30 milhões de Francos CFA,  que inclui a compra de equipamentos, taças e medalhas, valores monetários de premiações e apoio às comissões organizadoras.

Na sua intervenção, o diretor-geral da Empresa Orange Bissau, Seydi Ahmed Sy Sarr, aproveitou a ocasião para agradecer às comissões organizadoras dos campeonatos defesos de diferentes bairros periféricos de Bissau e localidades sectoriais do interior do país, que ao longo destes anos têm trabalhado para a valorização do futebol de base. 

“Os grandes jogadores de futebol que conhecemos em África iniciaram as suas carreiras nos campeonatos de defeso.  E, infelizmente, temos a tendência de dar unicamente a atenção à seleção nacional, relegando ao esquecimento às iniciativas de jovens que organizam campeonatos de base [de defeso]. O conceito “Orange Bola Na Bantaba”, que já está na sua VIIª edição, visa apoiar essas iniciativas das federações dos bairros na promoção do futebol”, justificou.

Em representação de associação de treinadores de futebol da Guiné-Bissau, Bacari  Sanhá reconheceu, na sua intervenção, que a Guiné-Bissau precisa de desenvolvimento, sobretudo no sector dos desportos. Sustenta que para desenvolver o desporto nacional é preciso uma intervenção em termos de apoios concretos da parte do executivo guineense.

Por sua vez, o representante das federações dos campeonatos de defesos dos bairros da capital Bissau,  Januário Djonu, defende que a empresa Orange Bissau deve continuar a apoiar os jovens guineenses em diferentes áreas, desde o desporto, educação, saúde e entre outras.

Por: Assana Sambú

Foto: A.Sv

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa