2ª mão Pré-eliminatória: MISTER CANDÉ PERSPETIVA “MUITA CONCENTRAÇÃO” NO JOGO CONTRA SÃO TOMÉ

O selecionador nacional, Baciro Candé, disse hoje que o jogo desta terça-feira a tarde, 10 de setembro de 2019, que vai opor  os “Djurtos” aos “Falcões e Papagaios” de São Tomé e Príncipe, exigirá muita concentração da parte dos seus jogadores para poderem concretizar o sonho dos guineenses, ou seja, qualificar a turma nacional para a fase de grupos e para o apuramento para mundial o 2022, que se realiza em Qatar.

Candé fez esta advertência hoje, numa conferência de imprensa de antevisão do jogo que conta para a segunda mão da pré-eliminatória para a fase de grupos para o Mundial’2022.
A selecção nacional está em vantagem perante os “Falcões e Papagaios” de São Tomé e Príncipe derrotados [0-1], em Príncipe, na primeira mão, na quarta-feira passada. 

Após o treino, Candé admitiu, em conferência de imprensa, que o jogo vai exigir muita concentração e responsabilidade, para que se possa alcançar os objetivos traçados para esta eliminatória, que é entrar pela primeira vez na fase de grupos de qualificação para a maior competição de futebol mundial a nível de seleções. 
Candé aproveitou a ocasião para pedir a presença massiva do público, o “12° jogador”, no Estádio Nacional 24 de Setembro.

Para o capitão da turma nacional, Mamudú Candé, a partida da segunda mão não vai ser fácil para “Os Djurtus”, porque as duas selecções têm o mesmo objetivo de qualificar-se para a fase de grups para o Mundial 2022.

Entretanto, a selecção santomense cumpriu esta tarde a sua última sessão de treinos de adaptação ao relvado natural do Estádio Nacional 24 de Setembro.

Em declarações aos jornalistas, o seleccionador santomense, Adriano Eusébio, disse que a sua equipa veio a Bissau discutir a eliminatória “taco a taco” com a Guiné-Bissau, apesar da derrota da sua equipa no jogo da primeira mão.

Reconhece  que selecção da Guiné-Bissau tem mais jogadores profissionais em relação à sua equipa, mas promete explorar as zonas que considera de mais frágeis da turma nacional para tirar proveitos no encontro.

Salienta-se que, no caso de a selecção da Guiné-Bissau vencer ou empatar o jogo de amanhã frente ao São Tomé e Príncipe, os rapazes de Baciro Candé entram na história da participação pela primeira vez na fase de grupos para a qualificação para a maior competição de futebol a nível mundial.

Por: Idjé Da Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa