Campanha eleitoral: SISSOCO DÁ 24 HORAS A FAUSTINO FUDUF IMBALI PARA SE DEMITIR

O candidato apoiado pelo Movimento para Alternância Democrática, Umaro Sissoco Embaló deu esta sexta-feira, 8 de novembro, 24 horas ao Primeiro-ministro, Faustino Fudut Imbali para apresentar a sua demissão e, consequentemente, dos membros do seu governo.

O candidato suportado pelo MADEM- G15 considera de grave as declarações do candiato José Mário Vaz em como terá instruído o Conselho Superior da Defesa Nacional para intervir e garantir que o governo de Fudut Imbali tenha acesso ao palacio governamental.

Sissoco Embaló insiste e afirma que Presidente da República perdeu controlo do comando e de atual situação política que o país vive. O candidato admite que o país não tem Primeiro-ministro em efetividade, porque todos os órgãos da soberania estão fora dos limies constitucionais.

“Quem nomeia Primeiro-ministro, à luz da nossa Constituição, é Presidente da República, não a CEDEAO”, precisou.

Discursando na vila de Bijimita, arredores de Quinhamel (regiãode Biombo), Sissoco teceu duras críticas à Comunidade Internacional, sobre a sua atuação na Guiné-Bissau.

O candidato suportado pelo MADEM e outras formações políticas, disse estar determinado a lutar para que a Comunidade Internacional comece a olhar a Guiné-Bissau com bons olhos.

Antes, Umaro Sissoco Embaló fez uma pequena paragem em Ilonde também arredores de Quinhamel, onde visitou uma escola primária e campo de futebol local. Na escola, o candidato animou crianças e no final da conversa pediu-as que sejam rosto do candidato juntos dos seus pais.

Por: Filomeno Sambú
Foto: F.S

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa