Eleições presidenciais: PORTUGAL ENTREGA MATERIAIS ELEITORAIS À COMISSÃO NACIONAL DE ELEIÇÕES

O governo português através da sua Embaixada na Guiné-Bissau, procedeu a entrega na tarde deste sábado, 9 de Novembro de 2019, um lote de materiais eleitorais à Comissão Nacional de Eleições (CNE) para a realização de eleições presidenciais agendadas para o dia 24 do mês em curso. 

Os materiais ora entregues numa cerimónia realizada no salão “VIP” do Aeroporto Internacional Osvaldo Vieira na presença das autoridades guineenses e das organizações internacionais bem como Embaixadas residentes no país, são compostos por 955 mil boletins de voto; 6.600 atas constitutivas; 6.600 atas de apuramento; 64.000 atas síntese; 6.600 folhas de descarga de votos; 6.600 listas próprias de votantes; 64.000 minutas de protestos ou reclamações e 6.600 folhas de descarga de votos obtidos por sexo.

O embaixador de Portugal na Guiné-Bissau, José António Carvalho, disse na sua comunicação que a confiança depositada no seu país uma vez mais para a produção do material essencial ao processo de escrutíneo, que terá lugar no dia ‪24 de novembro‬, é claramente demostrativa da estreita relação de amizade entre Portugal e a Guiné-Bissau.

“Aproveitamos a ocasião para apelar a todas as instituições, candidatos e demais intervinientes políticos a que participem construtivamente no processo eleitoral, promovendo e assegurando a tranquilidade constitucional, bem como a transparência, liberdade e democracidade do ato eleitoral do próximo dia ‪24 de Novembro‬”, assegurou o diplomata, para de seguida, realçar as relações de cooperação existente entre a CNE e as instituições portuguesas, que segundo ele, muito contribuíram para o sucesso desta etapa do processo eleitoral.

Para o presidente da Comissão Nacional de Eleições, José Pedro Sambú, o gesto do governo e do povo português, vem reforçar mais do que nunca, a cooperação e solidariedade mútua entre os dois Estados, com vista a prossecução dos valores do Estado de Direito Democrático, num quadro de estabilidade sustentável, progresso e desenvolvimento.

Explicou ainda que com a receção dos referidos materiais eleitorais,  a logística eleitoral está garantida bem como o caminho está desbravado para que o ato eleitoral de ‪24 de Novembro‬, possa decorrer com normalidade e ordem cívica.

Por: Assana Sambú

Foto: A.S

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa