CNE NEGA TER CONTRAÍDO DÍVIDAS COM MEMBROS NÃO PERMANENTES

A secretária adjunta e porta-voz da Comissão Nacional das Eleições (CNE), Felisberta Moura Vaz, refutou hoje, 28 de novembro de 2019, que sua organização não tem dívida de subsídios com nenhum membro não permanente na CNE.

A reação do órgão gestor de eleições surgiu depois de protestos dos membros não Permanentes da CNE, que alegam não receberem subsídios por parte da Comissão Nacional das Eleições nas duas últimas eleições (legislativas e Presidenciais).

Moura Vaz indicou ainda  que as diligências feitas para o pagamento dos subsídios dos membros não permanentes junto à Comissão Nacional e Regionais de Eleições estão patentes nas cartas endereçadas ao governo.

Assegurou neste sentido que o governo está empenhado em fazer pagamentos dos referidos subsídios, tendo lembrado, no entanto, que este encargo era  assumido pela comunidade internacional, mas que nestas últimas eleições de 10 de março deixou de o assumir.

Moura Vaz explicou ainda aos jornalistasque que a falha de dados eleitorais verificada na região de Quínara  no slide apresentado durante a divulgação dos resultados eleitorais, “não afetou em nada” os resultados e que todas as candidaturas já dispõem em versão eletrónica desses dados dos slides corrigidos.


Por: Epifania Mendonça 
Foto: Marcelo Ncanha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa