Figura da semana: MUSSA BALDÉ LANÇA COLETÂNE DE POESIAS EM ‘CD’ INTITULADA “KRIOL TEN LI”

O jornalista, escritor e poeta, Mussa Baldé, lançou uma coletânea de poemas em CD e pen drive intitulada “Kriol Ten Li”. Uma obra constituída por 14 poemas e ditos gravados em áudio pela voz dojornalista, dentre os quais, dois poemas da autoria dos seus amigos, Huco Monteiro e Adão Nhaga.  

O lançamento da obra decorreu no salão da direção geral da Cultura, na presença do Secretário de Estado da Cultura, Spencer Embaló, e contou com a presença de jornalistas, escritores e outras individualidades. O jornalista, que trabalha para a Agência Lusa e a Rádio França Internacional/secção portuguesa, já tinha divulgado há muito tempo nas rádios e nas redes socias alguns poemas e ditos em áudio.  

“Comecei a preparar este trabalho há mais de dois anos, tendo em conta algumas dificuldades, mas também não tinha pressa. Sempre guiei a minha forma de trabalhar sem pressão, tendo em conta o meu trabalho como jornalista, onde não há facilidade de tempo. Terminamos o trabalho desde mês de outubro de 2019 e começamos a fazer a captação aqui em Bissau, com o produtor Ivan Barbosa, depois fomos para Portugal fazer o acabamento e produção dos materiais em CD e pendrive”, explicou na entrevista exclusiva ao semanário O Democrata.  

BIOGRAFIA

Mussa Baldé nasceu a 25 de fevereiro de 1973 em Bissau, onde começou o seu estudo do ensino primário e muito cedo foi levado para Mansoa para viver com a sua avó, depois foram para Bissorã. Fez o ensino secundário e complementar em Bissau. Trabalhou alguns anos na radiodifusão nacional, depois beneficiou de uma oportunidade para formar-se na técnica de jornalismo no Centro de Formação dos Jornalistas Profissionais (CENJOR) em Portugal, nos finais de 1993.  

Trabalhou no ministério das finanças como assessor de imprensa durante um ano com o ministro Issufo Sanhá. Foi um dos fundadores do Conselho Nacional da Juventude, ocupando cargo de vice-presidente. Foi dirigente desportivo dos Balantas de Mansoa entre 1997-2015.Começou a trabalhar como jornalista profissional entre 1994 a 1995, mas assumiu um contrato de trabalho em 1999 com a Lusa. Em 2000, começou a trabalhar com a RFI até a data presente, mas nunca deixou de escrever. Escreveu vários poemas publicadas, letras de músicas cantadas por vários artistas, nomeadamente: Nelson Bomba, Binham Quimor, Sambala Kanute entre outros.

Por: Aguinaldo Ampa   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa