Covid-19 : CRUZ VERMELHA NACIONAL ATIVA DUZENTOS E CINQUENTA VOLUNTÁRIOS PARA CAMPANHA DE SENSIBILIZAÇÃO

O presidente da Cruz Vermelha Nacional (CVN), SadnaNa Bitã, anunciou que a sua organização ativou, nesta fase, duzentos e cinquenta (250) voluntários para cobrir todo o território nacional, dos quais cinquenta para o Setor de Autónimo de Bissau, no âmbito da sensibilização sobre as medidas de prevenção do contágio e da propagação do novo Coronavírus (Covid-19) na Guiné-Bissau.

Sadna Na Bitã revelou estes dados em entrevista exclusiva ao jornal O Democrata para falar do Plano de Contingência Nacional da CVN para travar a propagação da pandemia no país e da evolução dos trabalhos de sensibilização e de mobilização de fundos para a organização.

Sublinhou que não se pode precisar neste momento o número exato de voluntários a serem necessários, caso o Covid-19 ganhe outros contornos, mas referiu que à medida que a situação evoluir serão colocados mais voluntários no terreno, mesmo que isso implique recrutar e capacitar cidadãos comuns para dar respostas. 

Sadna Na Bitã revelou que a Cruz Vermelha Nacional depara-se com falta de recursos humanos e combustível para fazer funcionar o seu principal Centro de Operações, em Bissau, comunicações com as regiões e meios de transporte.

“Temos dificuldades, mas é um trabalho que exige sinergias de todas as partes por se tratar de um trabalho multisetorial que envolve todo o mundo. Na regiões, por exemplo, demos orientações aos nossos voluntários no sentido de trabalharem com as autoridades locais, porque se houver necessidade de mobilizar fundos será da competência dessas estruturas governamentais”, afirmou.      

Em relação à execução do Plano de Contingência elaborado pela Cruz Vermelha Nacional (CVN) para aprevenção e combate ao novo Coronavírus (Covid-19) no país, Sadna Na Bitã informou que a Federação Internacional da Cruz Vermelha e Crescente vermelho mobilizou fundos num valor de sete milhões (7.000.000) de francos Suíços para a África, mas a Guiné-Bissau não foi contemplada nessa verba, segundo o bureau responsável por dez países da  sub-região com sede em Dakar-Senegal. Com essa decisão, a Guiné-Bissau terá queaguardar pela segunda prestação da mobilização de fundos que a organização leva a cabo neste momento.

O presidente nacional de Cruz Vermelha Nacional referiu que o Plano de Contingência Nacional de luta contra o Covid-19 prevê a mobilização comunitária geral para consciencializar as populações sobre como se transmite a doença e como se pode prevenir dela, assegurar, em caso de mortes por Covid-19, os funerais de forma digna e segura das vítimas para evitar contaminações, aproximação das famílias separadas por falta de comunicação devido à suspensão de várias linhas de comunicação (fronteiras aéreas, marítimas e terrestres) e dar apoio alimentar e nutricional às pessoas mais necessitadas. Outra componente referenciada por SadnaNa Bitã tem a ver com a forma como a organização lidará com a situação de estigmatização e discriminação familiar e social de casos das pessoas recuperadas e o apoio psicossocial às pessoas que eventualmente perderão todos os seus membros na sequência do Covid-19.

Sem relevar o montante, Sadna Na Bitã referiu que o único apoio recebido até ao momento é da Agência da ONU para a Infância (Unicef), através de uma parceria técnica e financeira para apoiar a CVN nas atividades de sensibilização e mobilização na capital Bissau.

“A equipa da Cruz Vermelha Nacional já está no terreno a executar parte do Plano de Contingência que será implementado em função da evolução da situação e neste momento estamos a trabalhar apenas nas medidas preventivas e de combate para estancar a propagação da doença que ainda não atingiu grande escala. Temos uma viatura a circular com um Ecrã gigante, mensagens nas rádios, placa eletrónica de sensibilização fixada no centro da cidade, na Chapa de Bissau, e motorizadas para zonas de difícl acesso para cobrir todo o setor Autónimo de Bissau por um período de três meses: março, abril e maio”, assinalou.


Por: Filomeno Sambú/Djamila da Silva

Foto: F.S

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa