Boletim covid-19: AUMENTA PARA SESSENTA O NÚMERO DAS PESSOAS SUSPEITAS NA GUINÉ-BISSAU

O Porta-voz da Comissão interministerial de combate a Coronavirus, Tumane Baldé, anunciou este domingo, 05 de abril de 2020, que o número das pessoas suspeitas com Covid-19 na Guiné-Bissau subiu para sessenta(60) e que os casos confirmados de infeção mantêm-se em dezoito (18).

Em conferência de imprensa, no quadro da informação epidemiológica diária sobre a evolução do COVID-19 na Guiné Bissau, Tumane Baldé revelou que a equipa de resposta rápida do Setor Autónoma de Bissau(SAB) rastreou quatrocentas e sessenta (460) pessoas que provavelmente teriam tido contacto com os casos confirmados.

Deste número,  há suspeitas de 60 pessoas com sintomatologia do Coronavirus, das quais foram feitas dez recolhas de amostras enviadas para o laboratório nacional onde já tiveram resultados de sete amostras  negativas e três inconclusivas.
Revelou que o tratamento que está a ser submetido aos pacientes com doença do Coronavirus não é específico, cada um está a ter tratamento em função de sintomas que apresenta e garantiu que ainda não há pacientes com “graves problemas”.

Relativamente à informação que dava conta de uma análise feita a um grupo de pessoas que teria  tido algum contato com um dos infetados, Tumane Baldé esclareceu que o Laboratório Nacional de Saúde Pública(LNSP) é a única entidade habilitada a confirmar ou não o diagnóstico do COVID-19 na Guiné Bissau, apesar do envolvimento das estruturas laboratoriais privadas no que toca às  análises rápidas.

“Os testes rápidos para o diagnóstico do COVID-19, não são reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde(OMS) e o Laboratório Nacional de Saúde Pública é o único que pode confirmar o diagnóstico do Coronavirus”, realçou.

O governo da Guiné-Bissau regulamentou a aplicação do estado de emergência limitando aos cidadãos de alguns direitose e liberdades no quadro da luta contra a transmissão e propagação da pandemia da doença Coronavírus (covid-19).

O documento foi aprovado no dia 28 de março último e promulgado no dia 01 de abril de 2020 pelo chefe de Estado, Úmaro Sissoco Embaló.

Por: Epifânia Mendonça
Foto: E.M

One comment

  1. AMendes Mendes disse:

    Isso não vai acabar bem não! Por isso a ideia de outo-isolamento agravará mais o contágio da doença. Na minha opinião, todos os suspeitos devem ser levados a um local preparado para quarentena obrigatória enquanto espera o resultado de teste, se não, todos nós já era…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa