PRESIDENTE SISSOCO EXONERA CINCO MINISTROS DO GOVERNO DE NUNO GOMES NABIAN

O Presidente da República, Úmaro Sissoco Embaló, exonerou no início da noite deste domingo, 28 de junho de 2020, cinco ministros do governo liderado por Nuno Gomes Nabian, com destaque para os ministros da Defesa e Combatente da Liberdade da Pátria, Sandji Fati e o ministro do Interior, Botche Candé. 

No mesmo decreto presidencial n° 26/2020, o Chefe de Estado, exonerou também os ministros da Economia, Plano e Integração Regional, Victor Luís Fernandes Mandinga; da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Abel da Silva Gomes e dos Recursos Naturais e da Energia, Jorge Malú.

De acordo com o decreto, os cinco ministros exonerados, pediram as suas demissões por razões pessoais e o pedido foi aceite pelo chefe do governo, Nuno Gomes Nabian.

O Presidente da República, justificou no decreto, a necessidade de imprimir maior dinamismo no executivo devido a pandemia ocasionada por coronavírus que grassa o país desde o mês de março, tendo causado prejuízos económicos e sociais de grande envergadura, com consequências gravosas para a vida do país e das populações.

O documento informa ainda que as funções dos ministros exonerados serão assegurados pelo Primeiro-ministro.

Refere-se que os cinco membros do governo exonerados, são todos deputados eleitos nesta décima legislatura, nomeadamente: Sadji Fati, Victor Mandinga, Abel da Silva Gomes, deputados eleitos na lista do Movimento para a Alternância Democrática (MADEM), Botche Candé e Jorge Malú, eleitos na lista do Partido da Renovação Social (PRS). 

Esta tarde, o presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassamá, confirmou aos jornalistas a realização da sessão parlamentar agendada para amanhã, segunda-feira, 29 de junho. Cassamá acrescentou que se as condições forem reunidas, haverá sessão parlamentar.

Entretanto, a bancada parlamentar do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) deixou claro que não vai participar na sessão parlamentar de amanhã. O Parlamento guineense é constituído por seis formações políticas, a saber: o PAIGC, com 47 mandatos; o MADEM-G 15, tem 27 mandatos; o  PRS que conta com 20 mandatos; a APU-PDGB com 5 mandatos; a UM, 01 deputado e o PND, também com um (01) deputado.

Por: Assana Sambú

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa