Posted in Atualidade Entrevista

Nelvina Barreto: “RECONCILIAÇÃO FAZ-SE COM PARTES ENVOLVIDAS DEVIDAMENTE IDENTIFICADAS”

A filha mais velha do antigo Procurador-Geral da República, Nicandro Pereira Barreto assassinado em 1998 na sua resid… LER MAIS

Ler mais Nelvina Barreto: “RECONCILIAÇÃO FAZ-SE COM PARTES ENVOLVIDAS DEVIDAMENTE IDENTIFICADAS”
Posted in Atualidade Entrevista

Prof. Dr. Leopoldo Amado: “GRANDES COMANDANTES DO PAIGC ESTAVAM COM PIDE”

O especialista em guerra de libertação nacional, Leopoldo Amado doutorado em História Contemporânea, disse na rubri… LER MAIS

Ler mais Prof. Dr. Leopoldo Amado: “GRANDES COMANDANTES DO PAIGC ESTAVAM COM PIDE”
Posted in Atualidade Entrevista

“TRANSPORTAR A ENERGIA ELÉTRICA DE KALETA É MAIS BARRATO QUE CONSTRUIR BARRAGEM EM SALTINHO”

GRANDE ENTREVISTA:

O técnico da energia elétrica, Eng. António Samba Baldé, disse, na rubrica da grande entrevista do … LER MAIS

Ler mais “TRANSPORTAR A ENERGIA ELÉTRICA DE KALETA É MAIS BARRATO QUE CONSTRUIR BARRAGEM EM SALTINHO”
Posted in Entrevista

HISTORIADOR MÁRIO SISSOKO: “O PAIGC NÃO FOI FUNDADO EM 19 DE SETEMBRO DE 1956”

O historiador guineense Mário Sissoko revelou na grande entrevista da semana, de O Democrata, que o Partido Africano p… LER MAIS

Ler mais HISTORIADOR MÁRIO SISSOKO: “O PAIGC NÃO FOI FUNDADO EM 19 DE SETEMBRO DE 1956”
Posted in Atualidade Entrevista

Grande entrevista (III/III): “PODEMOS TER NO PRÓXIMO ANO UM DÉFICE DE 200 MIL TONELADAS DE ARROZ”

D: Há agricultores que recebem todos os anos os apoios em sementes e materiais de trabalho, mas não conseguem conservar LER MAIS

Ler mais Grande entrevista (III/III): “PODEMOS TER NO PRÓXIMO ANO UM DÉFICE DE 200 MIL TONELADAS DE ARROZ”
Posted in Atualidade Entrevista

Grande entrevista (parte II/III): “PODEMOS TER NO PRÓXIMO ANO UM DÉFICE DE 200 MIL TONELADAS DE ARROZ DEVIDO À SECA”

DSC_0908Entrevista com Engº Rui Nené Djata, director de serviços de engenheira rural do ministério de agricultura e igualment… LER MAIS

Ler mais Grande entrevista (parte II/III): “PODEMOS TER NO PRÓXIMO ANO UM DÉFICE DE 200 MIL TONELADAS DE ARROZ DEVIDO À SECA”