Figura da semana: MIGUEL DE BARROS É GALARDOADO COM PRÉMIO PAN-AFRICANO

O sociólogo e investigador guineense, Miguel de Barros, foi distinguido com o Prémio Pan-Africano de Excelência em Pesquisa e Impacto Social, na 4.ª Edição da Gala ‘Pan-African Humanitarian – Summit & Awards 2018’, que decorreu este ano em Marrocos nos dias 16 e 17 de novembro.

“Agradeço ao meu país, Guiné-Bissau, pela possibilidade de aprendizagem todos os dias e às comunidades africanas pela disponibilidade de diálogo e descoberta emancipatório enquanto pesquisador e ativista. Estes são para mim os fundamentos deste prémio pan-africano”, escreveu o sociologo e investigador na sua conta pessoal de Twitter.

BIOGRAFIA

Miguel de Barros nasceu em Junho de 1980 na capital Bissau. É sociólogo especializado em planeamento (ISCTE, Portugal), investigador sénior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa – INEP (Guiné-Bissau), do Núcleo de Estudos Transdisciplinares de Comunicação e Consciência da Universidade Federal do Rio de Janeiro – NETCCON/URFJ (Brasil) e membro do Conselho para o Desenvolvimento da Pesquisa em Ciências Sociais em África – CODESRIA. Desde 2012 desempenha as funções de diretor executivo da ONG Tiniguena e é fundador e editor da Corubal – Cooperativa de produção, divulgação cultural e científica.

É autor de ‘O Impacto do Voluntariado na Guiné-Bissau (2014), ‘Sociedade Civil, Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional’ (2014) em co-autoria com Carla Carvalho, de ‘A Participação das Mulheres na Política e na Tomada de Decisão na Guiné-Bissau: da consciência, perceção à prática política’ (2013), do ‘Manual de Capacitação das Mulheres em Matéria de Participação Política com base no Género’ (2012), ambos em co-autoria com Odete Semedo e tem no prelo ‘Juventude e Transformações Sociais na Guiné-Bissau (Corubal-INEP); ‘Hispano-Lusophone Community Media: identity, cultural politics, difference (Oxford: Sean Kingston Publishing).

 

 

Por: Sene CAMARÁ

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.