MINISTÉRIO DE SAÚDE ANUNCIA DOIS CASOS SUSPEITOS DE CORONAVÍRUS EM QUARENTENA

O diretor-geral dos Serviços da Epidemiologia e Segurança Sanitária, Salamão Mário Crima, anunciou esta segunda-feira, 23 de março de 2020, a existência de dois casos suspeitos da doença de covid-19 (coronavírus) que estão em quarentena nas suas respectivas casas sob a vigilância das autoridades competentes. 

Os dois casos suspeitos do Covid-19 foram anunciados esta manhã durante abertura do seminário de formadores em matéria da prevenção da doença do covid-19, pelo responsável do serviço da Epidemiologia e Segurança Sanitária. Trata-se de dois cidadãos estrangeiros residentes no país, nomeadamente, um cidadão indiano e outro da República Democrática do Congo. 

Salomão Mário Crima explicou que os suspeitos estão em quarentena e aguardam os resultados dos diagnósticos. Frisou que se houver mais informações sobre o assunto, a entidade competente pronunciar-se-á sobre o mesmo.

Precisou que os dois indivíduos  colocados em quarentena são apenas suspeitos e, por isso ficarão sob vigilância nas suas residências. 

Criticou aquilo que considera da desobediência de alguns cidadãos, que segundo ele, continuam a frequentar espaços públicos de aglomeração inclusive as praias. Pediu à população no sentido de obedecerem às medidas da prevenção anunciadas pelas autoridades guineenses.

O epidemiologista informou que a Guiné-Bissau  dispõe de um laboratório nacional e “Kits” para diagnosticar casos de suspeitos do Covid-19.

Presente no ato, a Secretária de Estado de Gestão Hospitalar, Cornélia Lopes, disse que a formação de formadores em matéria da prevenção do Covid-19 é de extrema importância, porque permitirá  capacitar os agentes que irão lidar diretamente com as pessoas suspeitas ou infetadas pelo coronavírus.

Assegurou que o flagelo que o mundo enfrenta deve ser encarado como uma guerra mundial, porque o vírus se transformou agora em bomba. 

A responsável aproveitou a ocasião para pedir a comunidade internacional e aos parceiros do Ministério da Saúde Pública no sentido de apoiarem e colaborarem com as autoridades guineenses para em conjunto lutarem contra a “maldita doença”.

“Apesar de o governo ser o executor das políticas de Estado, o desafio do combate ao coronavírus não cabe só ao executivo, porque a colaboração de todos os cidadãos guineenses é indispensável” enfatizou.


Por: Carolina Djemé

Foto: Marcelo Na Ritche

5 comments

  1. Rahima Barros Nassa disse:

    Não entendo como estes estrangeiros chegaram até Guiné eu que pensava que a fronteira e o aeroporto estavam fechados!Estou muito preocupada com o povo Guineense estes dois casos são pessoas mas ao em vez de serem deixados aqui devem ser transportados imediatamente cada um para o seu país no intuito de salvar mais vidas…

  2. Geek Samory disse:

    Não precisa colocar em quarentena so devemos empacota-los e devolver. Cada um no seu país…

  3. Yem-na Maria Vieira disse:

    Peço aos meus irmaos que estao no teritorio nacional da Guine Bissau que tomem engajamento preventiva e que fiquem em quarenta

  4. Jeronimo A. BATISTA disse:

    Acho que seria necessaria desde ja, por questao de prudencia, conhecer todas as pessoas que tiveram comtato com os supeitos.

  5. Ayra correia disse:

    Os estrangeiros devem manter em quarentena, e deverão ser submetidos os isolamentos preventivos obrigatórios por 14 dias ou mais conforme a determinação das autoridades.
    E O governo também deve fechar todos os acessos fronteiriços como a medida de precaução perante a situação que está se dando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa