GOVERNO ANUNCIA RETOMA DAS AULAS EM BISSAU A PARTIR DE TRÊS DE MARÇO

O Governo anunciou a retoma de aulas, que haviam sido suspensas na sequência da nova vaga da Covid-19, para a próxima quarta-feira, três de março. O levantamento da suspensão do funcionamento de aulas, em todos os níveis da escolaridade, vai abranger as escolas públicas, privadas, autogestão e comunitárias do Setor Autónomo de Bissau (SAB) e dos bairros periféricos, e administrativamente pertencentes à região de Biombo.

A decisão consta do despacho com a data de 23 de fevereiro, assinado pelo Ministro da Educação Nacional e Ensino Superior, Ariceni Jibril Baldé, no qual o governante fundamenta a decisão nas informações técnicas recolhidas junto da Comissão Interministerial composta pelos Ministérios da Educação Nacional e Ensino Superior, da Saúde Pública e alargada ao Alto Comissariado para a Covid-19 e ao Comité Técnico de Implementação do Plano de Contingência.

No despacho a que O Democrata teve acesso, Ariceni Jibril Baldé apela à colaboração de todos os intervenientes no sistema educativo guineense a observarem “rigorosamente” as medidas constantes do Plano de Contingência e dos demais diplomas normativos do governo relativos à prevenção e combate à pandemia da Covid-19 no país.

Também exorta as entidades envolvidas no combate à covid-19 a continuarem a trabalhar em articulação, de modo a cumprir todas as orientações para evitar o contágio do coronavírus, depois da reabertura das escolas.

Recorda-se que o Conselho de Ministros decidiu, na quinta-feira passada, levantar a suspensão do funcionamento das aulas a nível do Sector Autónomo Bissau, em todos os níveis da escolaridade, após término do prazo de vigência do estado de calamidade, ou seja, a 23 de fevereiro, terça-feira.

Uma suspensão que a Alta Comissária para a Covid-19, Magda Robalo, disse que estaria dependente de uma avaliação a ser feita pelas autoridades ligadas à saúde e à educação, por considerar que a situação epidemiológica está “grave” e que a curva de infeção pelo novo coronavírus continua a subir na Guiné-Bissau.

As últimas atualizações indicam a Guiné-Bissau registou mais 41 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, aumentando o total de acumulados para 3.156.

Segundo os dados divulgados na terça-feira, 22 de fevereiro, existem 543 casos ativos e que foram dadas como recuperadas mais cinco pessoas, elevando o total de acumulados de recuperação para 2.560 casos.

O governo propôs ao presidente da República, Umaro Sissoco Embalo, o prolongamento do estado de calamidade por mais 30 dias.


Por: Tiago Seide

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa