Covid-19: ALTO COMISSARIADO ANUNCIA A EMISSÃO DO CERTIFICADO DIGITAL DE VACINAÇÃO NO PAÍS

O Secretário do Alto Comissariado para o combate à covid-19, Plácido Cardoso, anunciou esta segunda-feira, 25 de outubro, que, nos próximos dias, a sua instituição vai proceder ao lançamento do certificado digital de vacinação com o intuito de melhorar a cobertura vacinal.

“Temos que melhorar a gestão dos dados,  de forma a podermos ter realmente as informações mais próximas do que está acontecendo para melhor definirmos as estratégias e intervenções conducentes para melhorarmos a cobertura nacional. Devemos trabalhar ainda na melhoria do aspeto da vacinação, a fim de garantirmos a imunidade de grupo que se deseja, o que será um passo importante dentro da resposta à covid-19 não só na Guiné-Bissau, como no mundo em geral”, assegurou.

Plácido Cardoso fez este anúncio na cerimónia de abertura da campanha nacional de vacinação contra a covid-19, realizada na escola nacional de saúde, em Bissau.

O clínico geral explicou que o ato constituí uma das etapas importante no quadro da resposta rápida. Acrescentou que não seriaa única campanha e que haverá mais campanhas de vacinação contra a covid-19, com o intuito de melhorar a cobertura nacional contra o coronavírus.

Explicou ainda que a meta traçada pela sua instituição é atingir, até ao final deste ano 50 por cento da população alvo vacinada completamente. Frisou que isso representa um desafio nacional, por isso exorta o maior empenho e abnegação a todos para que se possa vencer esse desafio.

“Vamos lançar, no decurso desta semana, um projeto em colaboração com a cooperação portuguesa e UNFPA, uma campanha de vacinação focalizada para as mulheres, tanto para as grávidas e como para as que estão em idade fértil, por forma a melhorar a cobertura nacional neste grupo alvo que é muito importante dentro da resposta nacional que preconizamos”, assegurou. 

Salienta-se que até este momento, a Guiné-Bissau vacinou 12 por cento da população alvo. O país iniciou a vacinação em abril deste ano.

Por: Assana Sambú

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.