Juliano Fernandes: “DIRIGENTES DO COLIDE-GB NÃO ESTÃO CONFORMADOS COM A SITUAÇÃO DE STATUS QUO DO PAÍS”

O único candidato à liderança do Partido da Convergência Nacional para a Liberdade e o Desenvolvimento da Guiné-Bissau (COLIDE-GB), Juliano Fernandes, afirmou esta quarta-feira, 21 de setembro de 2022, que os dirigentes do COLIDE-GB não estão conformados com a situação de “Status Quo” que a Guiné-Bissau está a enfrentar.

Juliano Fernandes falava na abertura do primeiro congresso ordinário do Partido que decorre de 21 a 23 do mês em curso no ilheu de Gardete, arredores de Bissau.

A reunião magna do COLIDE-GB, que tem como lema “Convergência Nacional Liberdade e Desenvolvimento”,   junta 851 delegados de diferentes regiões do país , incluindo a diáspora.

Juliano Fernandes disse que  os principais índices dos indicadores do desenvolvimento humano em vários domínios não são bons, nomeadamente educação, saúde, afirmação dos pilares do  estado de direito democrático, promoção e do fomento do exercício das liberdades fundamentais, da igualdade do género e do desenvolvimento humano dos cidadãos guineenses.

“Este congresso vai trazer para a COLIDE-GB duas coisas fundamentais: a  primeira é o fortalecimento do próprio partido, a reafirmação do seu crescimento e consolidação das suas conquistas e a segunda é que uma vez que o partido esteja fortalecido, preencherá os pressupostos necessários para colidir com o sistema político vigente no país”, sublinhou.

O antigo dirigente de Assembleia do Povo Unido-Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB) informou que a única forma de mudar o atual paradigma é a boa  governação, razão pela qual os dirigentes e militantes estão a trabalhar para tornar a COLIDE-GB num partido de mudança, num esforço que permita resgatar a confiança do povo guineense.

Por: Aguinaldo Ampa

Foto: A.A   

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.