SNV: RECRUTAMENTO DE UM CONSULTOR

A SNV pretende contratar um consultor para:
1. Reforço de capacidades da Associação dos Consumidores de Água de Catió (ACAC)
2. Elaboração de um Manual de Procedimentos de Gestão das Infra-estruturas e Equipamentos.

Esta consultoria insere-se no quadro do programa da SNV de Água, Saneamento e Higiene e a parceria desenvolvida com a UNICEF Guiné-Bissau, que visa o reforço de capacidades da Associação dos Consumidores de Água de Catió com o objectivo de a preparar para a gestão da concessão de abastecimento de água nessa cidade.
Termos de Referência

Posto: Consultor
Objecto: 1. Reforço de Capacidades Técnicas da ACAC
​ 2. Elaboração do Manual de Procedimentos de Gestão das Infra-estruturas e Equipamentos
Beneficiário: Associação dos Consumidores de Água de Catió (ACAC)
Período de execução: Novembro de 2014
Duração do Contrato: 15 dias

1. Enquadramento
A SNV, Organização Holandesa para o Desenvolvimento, é uma organização internacional independente criada em 1965, que intervém em 35 países em todo o mundo. A SNV procura aliviar a pobreza, centrando-se no aumento do rendimento das pessoas e das oportunidades de emprego em determinados sectores produtivos, bem como na melhoria do seu acesso a serviços básicos nomeadamente a energias renováveis e a água, higiene e saneamento.

No quadro do seu programa de Água, Saneamento e Higiene a SNV desenvolveu uma parceria com a UNICEF Guiné-Bissau visando o reforço de capacidades da Associação dos Consumidores de Água de Catió com o objectivo de a preparar para a gestão da concessão de abastecimento de água nesta cidades.
ACAC é uma associação criada em Dezembro de 2013 que actualmente conta com cerca de 20 membros efectivos e uma direcção executiva de 5 membros detém a concessão das autoridades locais para a gestão da rede de distribuição de água na cidade de Catió. Esta concessão foi obtida no âmbito da reabilitação das infra-estruturas integrantes do sistema de aprovisionamento de água local, processo este gerido pela UNICEF. Os investimentos desta iniciativa concentram-se essencialmente na construção e reabilitação de infra-estruturas, construções de fontenários, reabilitação da rede de distribuição e reforço de capacidades da entidade gestora.

Sendo uma organização relativamente nova ACAC apresenta pouca experiência em matéria de gestão e manutenção das infra-estruturas pelo que esta deficiência constitui por sua vez uma oportunidade de trabalho pelo que se considera necessário um apoio específico que visa o reforço do conhecimento do pessoal da ACAC sobre o funcionamento, operações e manutenções das infra-estruturas de abastecimento de água. Por outro lado pretende-se reunir o conjunto das regres de funcionamento, gestão, operações e manutenção num documento orientador que deverá tomar a forma de uma manual que defina o modelo de gestão adequado para a ACAC.

2. Objectivos da consultoria:
Esta consultoria visa proporcionar a ACAC os conhecimentos necessários para que ela possa melhorar os seus conhecimentos relativos ao funcionamento de um sistema de abastecimento de água e da gestão operacional e manutenção das mesmas. Deverá ainda permitir aos membros da ACAC implementar rotinas conducentes (procedimentos) a uma melhor utilização das mesma e produção de documentos operacionais que possam de uma forma sequenciada registar o histórico das operações diárias segundo o definido por um manual de procedimentos de gestão dessas infra-estruturas.
3. Responsabilidades e tarefas do/a Consultor/a:
▪ Recolha de informação técnica sobre o sistema e sobre o seu funcionamento.
▪ Facilitação de sessões de trabalho com os associados, direcção e operadores da fontenários da ACAC forma a melhor compreender organização interna e a gestão das operações e a propor normas de funcionamento;
▪ Conhecer e compreender as questões – chaves associadas ao reforço de exigências operacionais (produção, abastecimento, funcionamento dos fontenários, leitura, manutenção) de forma a integra-las no manual de procedimentos de gestão;
▪ Propor um modelo de gestão operacional (e os respectivos instrumentos) e validar de forma participativa o modelo junto da SNV e da ACAC;
▪ Definir e redigir os termos de responsabilidade operacional e de manutenção das infra-estruturas,
▪ Elaborar o Manual de Procedimentos Gestão das Infra-estruturas.
▪ Organizar sessões de trabalho e de coaching com a direcção e associados de formar introduzir novas dinâmicas e exercícios que possam melhorar a compreensão do manual de procedimentos de gestão das infra-estruturas;
▪ Seguimento da ACAC na aplicação dos novos procedimentos de gestão
▪ Produzir um relatório final das diferentes etapas com informações relevantes, compreensíveis e utilizáveis.
▪ Produzir um resumo de no máximo 1 página em inglês ou francês.

4. Metodologia
4.1 Compete à SNV:
o Apresentar os TdR;
o Preparar o contrato do (a) Consultor (a);
o Monitorar e avaliar os resultados apresentados conforme os requisitos deste termo de referência;
o Validar os produtos previstos no ponto 5;
4.2 Compete ao/à Consultor/a:
▪ Planificação dos trabalhos, em concertação com a equipa da SNV (desde a fase da preparação, execução e finalização);
▪ Recolha e sistematização de informações conforme o 1º ponto das responsabilidades e tarefas;
▪ Realização das actividades previstas
▪ Produção do manual de procedimentos e do relatório detalhado de todo o processo obedecendo as seguintes etapas;
➢ Elaboração da primeira versão do manual e do relatório e partilhar com a SNV, para receber impressões que podem servir para enriquecer o documento;
➢ Incorporação das contribuições da SNV para finalização do documento;
➢ Apresentação de uma última versão (final) do documento para aprovação da SNV
▪ Obedecer os prazos estipulados no contrato, sem prejuízo sobra a qualidade do trabalho a ser apresentado.
5. Resultados Entregáveis (produtos)
5.1 Um Manual de Procedimentos de Gestão de Infra-estruturas da ACAC.
5.2 Um relatório das actividades realizadas e que inclua conclusões e recomendações fundamentadas para a prossecução do reforço de capacidades da ACAC caso seja necessário bem como um resumo (máximo 1 página) em inglês ou francês.

6. Requisitos
O (a) consultor (a) deverá possuir:
▪ Formação superior e experiencia relevante nas áreas da Gestão Sistemas, Engenheira Hidráulica, Engenheira Mecânica, Gestão de Abastecimentos de Águas e ou outras áreas semelhantes;
▪ Experiência de trabalho comprovada em formação, facilitação e animação de grupos de base comunitária;
▪ Competências de tratamento de dados, de análise crítica de informação e elaboração de relatórios e manuais;
▪ Conhecimento e compreensão das questões-chave associadas ao funcionamento de estruturas de gestão em meio rural;
▪ Fluência em português (escrito e oral) e crioulo guineense (oral);
▪ Capacidade de escrita em francês ou inglês é uma vantagem.
7. Duração
A consultoria terá a duração de 15 dias, a contar da data da assinatura do contrato.

8. Zona alvo
Sector de Catió, Região de Tombali.

9. Remuneração
A ser negociada de acordo com o perfil do(a) consultor(a), segundo a tabela de remuneração de consultores em vigor na SNV

10. Processo de candidatura
10.1 Conteúdo da candidatura (só serão consideradas as candidaturas completas)

o Carta de motivação
o Curriculum Vitae (com indicação de pelo menos 2 pessoas de referência)
o Pré-proposta metodológica para elaboração do Manual de Procedimentos de Gestão das Infra-estruturas.

10.2 Submissão das candidaturas

▪ As candidaturas deverão ser enviadas através de correio electrónico para:
o Didier Monteiro (Coordenador de Projecto) [email protected] ou para Emília da Silva (Responsável dos Recursos Humanos) [email protected]
o Data limite para recepção de candidaturas: 6 de Novembro de 2014, às 18.00 H (hora de Bissau)

As candidaturas femininas são vivamente encorajadas

Serão notificados apenas o(a)s candidato(a)s pré-seleccionado(a)s

Página 2 de 3

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.