DUTUR QUER SER UM TREINADOR DE REFERÊNCIA E TEM GUARDIOLA E KLOPP COMO REFERÊNCIAS

O treinador guineense, Luís António Mango, que recentemente terminou o primeiro nível do curso dos treinadores de futebol da UEFA em Portugal, admitiu que, no futuro, gostava de ser um “técnico de referência na Guiné-Bissau e em África”. 

“Eu espero no futuro próximo tornar-me num treinador de futebol de referência do meu país, que é a Guiné-Bissau, mas também em África, embora saiba que tenho muito trabalho pela frente, porque para alcançar este título terei que trabalhar muito”, vincou Luís António Mango.

António Mango transmitiu esta sua intenção durante uma entrevista concedida ao Jornal O Democrata esta terça-feira, 13 de outubro de 2020, com objetivo de abordar a conclusão, com sucesso, do curso de treinador com a licença UEFA C, na qual mostrou-se satisfeito pela conquista.

Conhecido no mundo de futebol guineense por “Dutur”, o treinador diz que não foi fácil alcançar o diploma da estrutura que gere o futebol europeu (UEFA), porque teve que trabalhar e estudar ao mesmo tempo, nos últimos dois anos.

“Foi uma sensação boa enquanto guineense, alcançar o diploma do curso do primeiro nível da UEFA, mas não foi fácil, porque trabalho de manhã e à noite frequento o curso. Apesar destas dificuldades, consegui alcançar o objetivo traçado”, explicou.

Segundo a explicação do técnico, trabalhava em Lisboa das 7h00 às 15h30, logo em seguida apanhava o transporte rumo a cidade de Leiria, onde frequentava as aulas das 20h00 às 23h00 e que depois das aulas volta para Lisboa para no dia seguinte apresentar-se no local do trabalho as 7h00.

Numa entrevista telefónica a partir de Portugal onde reside desde Abril de 2018, Dutur diz que tem a noção das dificuldades que está a enfrentar, mas vai continuar a trabalhar para alcançar o segundo nível do curso dos treinadores da UEFA, que iniciará no mês de Janeiro de 2021 na cidade de Leiria, Portugal.

Dutur explicou ainda que, durante época desportiva 2019-2020, fez o estágio como treinador nos júniores sub-19 de Futebol Clube de Alverca, com o objetivo de melhorar e aperfeiçoar mais o seu conhecimento como técnico.

Com ambição de treinar um dos grandes clubes em qualquer parte do mundo, incluindo a Guiné-Bissau, o treinador de 40 anos de idade, apelou à Federação de Futebol do país (FFGB) a apostar na formação dos jovens treinadores que, no futuro, vão contribuir na melhoria do futebol nacional.

“É preciso que as entidades ligadas ao futebol da Guiné-Bissau, em particular a federação de futebol, assumam a iniciativa de formar treinadores nacionais, só assim vão contribuir na melhoria do conhecimento dos técnicos para que no futuro possam transmitir os seus conhecimentos no desenvolvimento da prática da modalidade no país”, rematou.

Na longa conversa com O Democrata, Mango revelou que as suas referências como treinador são: o Espanhol Pep Guardiola, treinador do Manchester City da Inglaterra e o Alemão KLOPP.

Segundo a explicação de Dutur, tanto Guardiola bem como KLOPP tornaram-se referências no futebol mundial por mostrarem que é possível aliar talento e competitividade no mais alto nível de futebol.  

Além dos dois treinadores de craveira carreira internacional, o técnico gosta da filosofia do trabalho do treinador nacional, Romão dos Santos, com quem trabalhou no Sport Bissau Benfica na época 2014-2015, acabando por vencer o Campeonato Nacional, a Taça da Guiné e a SuperTaça.

Antes de deixar a Guiné-Bissau em 2018, Luís António Mango “Dutur” trabalhou como treinador no clube de Safim, como preparador físico e adjunto treinador no Sporting Clube da Guiné-Bissau e Benfica de Bissau.

Além dos clubes, Dutur trabalho como coordenador na Academia de Futebol Anopisa e foi preparador físico da seleção nacional da Guiné-Bissau que se apurou, pela primeira vez, para o Campeonato África das Nações (CAN 2017) no Gabão, no dia 5 de julho de 2016.

Neste momento, “Dutur” está também a concluir o curso de Licenciatura na Ciência Desportiva no Instituto Superior da Ciência Educativa em Portugal. 

O treinador possui também o curso da Educação Física e Desporto, concluído na Escola nacional de Educação Física e Desportos (ENEFED), com especialidade na cadeira de futebol.

Por: Alison Cabral

One comment

  1. Edilson Umarca Gomes Vermelho disse:

    O grande Dutur nunca duvidei de vc meu trainador no ANOPISA,ele sempre gostava de nos exigir para é o melhor que eu vi. Continue nesta caminhada o grande dia chegará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa