FINANÇAS DESEMBOLSA 50 MILHÕES DE FCFA PARA ADQUIRIR COLCHÕES PARA OS HOSPITAIS

O ministério das Finanças desembolsou 50 milhões de Francos CFA para aquisição de mil colchões entregues na manhã desta segunda-feira, 07 de junho de 2021, ao ministro da Saúde Pública que, por sua vez, entregou 600  à direção do Hospital Simão Mendes e os restantes 400 serão distribuídos aos  centros de saúde das regiões.

A iniciativa do ministério das Finanças insere-se no âmbito da assistência aos hospitais e instituições de saúde, com destaque para o hospital Simão Mendes. Os colchões destinados ao Hospital Simão Mendes vão permitir a substituição dos colchões em estado avançado da degradação naquele estabelecimento hospitalar.

Em declarações aos jornalistas, o ministro das Finanças, João Alage Mamadu Fadia, reiterou a vontade de continuar a apoiar o setor de saúde, o que considerafundamental para o bem-estar da população.

“O meu objetivo é transformar este hospital de referência,para servir melhor toda à população” assegurou o governante, para de seguida avançar que o governo pretende dotar o Hospital Simão Mendes de equipamentos suscetíveis de assegurar uma boa qualidade de serviço de saúde.

Informou neste particular que, dentro de pouco tempo, o governo vai reabilitar os serviços de cuidados intensivos.

“Já pedimos ao ministro de saúde um orçamento”.

Por sua vez, o ministro de Saúde Pública, Dionísio Cumba, disse que o país não pode ter um hospital de referência nas condições precárias em que se encontra o Hospital Simão Mendes e frisou que o governo quer reforçar mais o sistema sanitário para garantir uma assistência mais qualificada.

No entanto, elogiou a iniciativa das Finanças e destacou a atenção especial que o titular daquele pelouro vem dando ao setor de saúde. Lembrou que o ministério das Finanças desembolsou 25 milhões de Francos CFA para assegurar a alimentação e medicamentos ao hospital RaoulFloreou verificar o nome.

Cumba disse que o valor serve  para pagar os subsídios em atraso dos técnicos daquele hospital especializado no tratamento de doenças como a tuberculose.

Por: Noemi Nhanguan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa