EMBAIXADOR DA ÁFRICA DO SUL DEFENDE TRABALHO CONJUNTO PARA O DESENVOLVIMENTO DOS DOIS PAÍSES

O novo embaixador da África do Sul, MphakamaNyangweni, defendeu esta quinta-feira, 25 de novembro de 2021, que a Guiné-Bissau e a África do Sul devem trabalhar juntos para o desenvolvimento dos dois países.

Mphakama Nyangweni falava à imprensa no Palácio da República depois de ter entregue as suas cartas credenciais ao Chefe de Estado guineense, Umaro Sissoco Embaló.

Nyangweni assegurou que os Presidentes dos dois países mantêm contato e disse esperar que nos próximos quatro anos, as relações entre a Guiné-Bissau e a África do Sul sejam mais fortificadas, após três anos de ausência do embaixador da África do Sul em Bissau.

“Estou muito feliz por ter apresentado as minhas cartas credenciais ao Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló. Agora posso iniciar o meu trabalho como embaixador”, sublinhou.

EMBAIXADOR DA SUÍÇA

Andrea Semadeni, o embaixador da Suíça, que entregou também hoje as suas cartas credenciais a Sissoco Embaló,disse ter abordado com o chefe de Estado a situação dos projetos que a Suíça tem no país.

Revelou que a Suíça está a negociar um acordo bilateral na área de migração com a Guiné-Bissau, para ajudar na documentação, no estabelecimento de carteiras de identidade, no aumento de controlo nas fronteiras, que às vezes cria problemas em alguns países, e espera que no próximo ano o seu país possa fechar o acordo e começar com projetos de interesse mútuo.

EMBAIXADA DA AUSTRÁLIA

Por seu lado, a nova embaixadora da Austrália, ClaireRochecousete, informou que falaram com o Presidente Umaro Sissoco Embaló sobre a cooperação multilateral e bilateral, como também abordaram a questão da embaixada que a Austrália tem na Guiné-Bissau há vários anos.

Assegurou neste particular que a Guiné-Bissau pode esperar, a partir de Lisboa, uma embaixadora ativa, com energia e que trabalhará para continuar o programa de cooperação de ajuda ao desenvolvimento entre os dois países.

Para além dos embaixadores da África do Sul, da Suíça e da Austrália, o Presidente Sissoco Embaló recebeu também as cartas credenciais dos embaixadores da Irlanda, do Panamá, da Tunísia, da Grécia, de Costa do Marfim, do Israel, do Congo e  da Suécia.

Por: Aguinaldo Ampa

Foto: A.A

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.