EMBAIXADORA DA MÚSICA MODERNA GUINEENSE DULCE NEVES SERÁ HOMENAGEADA

A Diva embaixadora da música moderna guineense, Dulce Maria Vieira das Neves, será homenageada no próximo dia 24 do mês em curso, durante a comemoração de 39 anos da carreira musical. A cantora integrou à Orquestra “Super Mama Djombo” em 1976.

Para a realização do referido evento foi criada uma comissão organizadora dirigida pela jornalista da Radiodifusão Nacional, Fátima Tchumá Camará. A gala de homenagem a decorrer no pátio de Azalai Hotel em Bissau, contará com a presença de vários músicos nacionais e internacionais. As vozes de artistas internacionais aguardadas na cerimónia, são as da Angolana Patrícia Faria, da Costa Marfinense residente na Guinée Conakry, Aicha Koné. Os músicos nacionais convidados para o acto de homenagem são Manecas Costa, Karina Gomes, Jovem Binham, Sambala Kanuté e Inaida Marta.

Em declaração a’O Democrata, Dulce Neves disse que muita coisa a marcou ao longo de 39 anos da carreira musical com “momentos positivos”, destacando o prémio do Disco de Ouro em 2009 através do seu álbum intitulado “Mundu Rabida”.

A cantora disse ainda que na altura em que começara a cantar era difícil para muita gente ver uma “mulher a cantar no meio dos homens”, pois, era apelidada de muitos nomes.

“Uma das coisas que me marcou na minha vida foi o período de golpe de Estado de 12 de abril, em que fui detida pelos militares. Bateram-me e depois me puseram na cela, confesso aqui que como mãe deixei tudo para atrás. Sei que tudo aquilo que aconteceu na nossa vida é o destino marcado por Deus, por isso deixei tudo para atrás”, assegurou.

De referir que a cantora, Dulce Neves já editou no mercado 3 álbuns. o primeiro disco em 1996, intitulado d“Nha Destino”; em 2001, “Balur di Mindjer” e em 2009, lançou o terceiro álbum “Mundu Rabida” com o qual ganhou o Disco de Ouro.
Por: Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.