PJ GUINEENSE DETEVE 789 QUILOGRAMAS DE DROGAS NO PAÍS

A Polícia Judiciária (PJ) guineense deteve, na tarde deste sábado, 09 de março, 789 quilogramas da droga nos arredores da capital Bissau. A droga (cocaína) estava a ser transportada num camião frigorífico apreendido pelos agentes da brigada de droga daquela corporação policial, na estrada que liga o aeroporto internacional Osvaldo Vieira à cidade de Safim (região de Biombo), junto a clínica “Artimiza”.

O camião frigorífico de matrícula senegalesa (TH-51 58 – K) carregava igualmente 50 caixas de peixe para simular a droga que levava escondida numa zona difícil de descobrir. O serviço de inteligência da Polícia Judiciária, munido de informações precisas, insistiu em revistar o camião e acabou por descobrir a carga, tendo sido necessário usar uma rebarbadora elétrica de corte para abrir a caixa frigoríca do lado de cima, para se poder ter acesso à carga escondida em sacos de 50 quilogramas e mais 62 Placas de cinco quilogramas de cocaína cada.

Esta é a maior operação de apreensão da Polícia Judiciária guineense, tendo apreendido um total de 789 quilogramas de cocaína e quatro suspeitos: dois nigerinos, um senegalês e um guineense. A última operação de apreensão de droga considerada até aqui a maior era de 650 quilogramas, em 2007. Na altura, era Aristides Gomes o Primeiro-ministro e que teria ordenado que a referida droga fosse guardada no cofre do tesouro público.   

O Democrata soube, junto de uma fonte daquela corporação policial, que a droga apreendida está ligada às organizações terroristas que operam na África Ocidental. No entanto, essas organizações dispõem de colaboradores no território nacional. A fonte avança ainda que o camião foi carregado no país com as drogas e o peixe que transportava, mas não confirmou a proveniência da droga, adiantando apenas que prosseguirão com a operação. 

Em declarações à imprensa, a diretora nacional da Polícia Judiciária, Filomena Lopes, confirmou que esta é a maior operação de apreensão de drogas na história da Guiné-Bissau o que, segundo a sua explanação, demostra a determinação da Polícia Judiciária guineense no combate ao trafico de droga, apesar dos parcos meios disponíveis.

“Foi uma investigação da inteligência da Polícia Judiciária durante um período de quatro meses e que culminou hoje com essa apreensão. É um camião frigorifico que carregava igualmente 50 caixas de peixe para simular a droga que transportava, bem protegida”, contou.

Explicou ainda que é cedo confirmar o destino final da viatura, mas assegurou que o camião pretendia sair do território nacional com a carga. Acrescentou ainda que os suspeitos detidos são todos estrangeiros, incluindo um considerado chefe do grupo que está em fuga, que também cidadão estrangeiro.

“O camião entrou vazio, mas foi carregado com drogas e peixe na Guiné-Bissau”, disse.

Por: Assana Sambú

Foto: A.S    

One comment

  1. luis disse:

    Agradeço a nossa equipa judiciaria pelo exchelentissimo trabalho que eles fizeram.más é preciso saber junto ao chefi do governo, qual é destino dessa droga,e espero que o cenario nao vai repetir outra vez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa