GOVERNO GUINEENSE RUBRICA ACORDO DE PESCA DE QUINZE MILHÕES DE EUROS COM UNIÃO EUROPEIA

Quinze milhões e seiscentos mil Euros, que correspondem a mais de dez bilhões de Francos CFA, é o valor do acordo entre o governo guineense, através do ministério das Pescas, e a delegação técnica da negociação da União Europeia. O protocolo do acordo de compensação rubricado  tem a duração de cinco anos (2019 a 2024) e vai permitir um aumento

PRESIDENTE DA REPÚBLICA DEFENDE MARCAÇÃO DA NOVA DATA DE  ELEIÇÕES DEPOIS DE “UM BOM RECENSEAMENTO”  

O Presidente da República, José Mário Vaz, defendeu na tarde desta quinta-feira, 15 de novembro 2018, a organização de “um bom recenseamento eleitoral” que permita “ter umas boas eleições”. Vaz sustenta que nunca houve problemas na Guiné-Bissau resultante do processo de recenseamento eleitoral e do escrutínio. O Chefe de Estado guineense falava aos jornalistas no aeroporto internacional Osvaldo Vieira, no

Líder do PAIGC: “NÃO REALIZAR ELEIÇÕES ESTE ANO SERIA PÔR EM CAUSA A SOBERANIA DO NOSSO PAÍS”

O líder do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Domingos Simões Pereira, advertiu que a não realização das eleições em 2018 seria pôr em causa a própria soberania nacional. No entanto, assegurou que o Presidente José Mário Vaz deve continuar a trabalhar no sentido de serem ultrapassadas todas as eventuais falhas do processo de recenseamento eleitoral.

Porta-voz do Conselho de Estado: “ESTÁ NA HORA DE NÓS OS GUINEENSES JUNTARMO-NOS PARA DEFENDERMOS A NOSSA SOBERANIA”

O porta-voz do Conselho de Estado, o deputado Vitor Mandinga, advertiu esta quarta-feira, 14 de novembro 2018, que é chegada a hora de os guineenses se juntarem para, de fato, defenderem a soberania nacional, que no seu entendimento não deveria sair da Guiné-Bissau. O conselheiro do Chefe de Estado falava aos jornalistas depois de uma reunião de mais de uma

Figura de Semana

Edição Impressa