ECTOR CASSAMÁ DISTINGUIDO COM PRÉMIO PAN-AFRICANO’2019

O coordenador do Grupo Cultural Netos de Bandim, Ector Deogenes Cassamá (Negado) foi distinguido no dia 21 de novembro de 2019, com o prémio Pan-Africano 2019 na categoria de Advocacia para o Impacto Cultural e Comunitário.

A 5.ª edição da gala Humanitária Pan-Africano – Summit & Awars 2019, decorreu em Abu Dhabi nos Emirados Árabes Unidos, no qual Negado recebeu o galardão pelo seu contributo no progresso da cultura africana, particularmente da Guiné-Bissau, através do Grupo Cultural “Netos de Bandim”.

Na sua intervenção no evento, Negado diz sentir-se honrado por ser nomeado e lhe ter sido atribuído o prémio Pan-Africano 2019 na categoria de Advocacia para o Impacto Cultural e Comunitário.

“No primeiro momento, agradecer em primeiro lugar a Deus, pela vida, por ter me dado esta oportunidade de ser filho de África e em particular da Guiné-Bissau, uma pequena parcela de África situada na costa ocidental com 36.125km² e mais ou menos 1.600.000 de habitantes mas com um potencial cultural enorme”, sublinha.

O ativista cultural agradeceu o Governo e em particular à Secretaria de Estado da Cultura, também à Associação dos Amigos da Criança (AMIC) pela criação do Grupo Cultural Netos de Bandim, para de seguida assinalar que recebeu o prémio pela iniciativa ‘carinhosa, gentil e generosa da Comissão Pan-Africana Humanitária, não pelas minhas virtudes, mas pelas valiosas contribuições que o Grupo Cultural Netos de Bandim tem dado no resgate, preservação e promoção da cultura guineense.

Recorde-se que o Grupo Cultural Netos de Bandim é uma organização da cultura guineense com maior visibilidade nos últimos tempos, tendo já participado em inúmeros eventos culturais a nível sub-regional e internacional.

Por: Sene Camará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa