Covid-19: MATERIAIS DE TESTES E KITS DE PREVENÇÃO DOADOS PELAS FUNDAÇÃO ALI BABA CHEGAM EM BISSAU

Os equipamentos de testes para detetar pessoas infectadas e kits de prevenção de novo Coronavírus (Covd-19) doados pela Fundação Ali Baba chegaram hoje, 27 de março de 2020, à Guiné-Bissau, num voo da Ethiopian Airlines, às 14h04 (tempo de Bissau), no aeroporto internacional Osvaldo Viera de Bissau. O primeiro voo de 100 toneladas de suprimentos médicos chegou a Adis Abeba no domingo, 22 de março de 2020, através da mesma companhia. 

Segundo o comunicado do Programa Alimentar Mundial (PAM), os primeiros voos de distribuição partiram no dia 23 de março de 2020, de Adis Abeba, com uma previsão inicial de distribuição completa em 8 ou 10 dias.

As informações a que O Democrata teve acesso indicam que, na sequência de distribuição dos suplementos de medicamentos, 32 países da África terão recebido as doações. 

A Iniciativa para reverter COVID-19 foi acordada entre o primeiro-ministro da Etiópia, a Fundação Jack Ma e a Fundação Ali Baba. As duas fundações e o Primeiro Ministro da Etiópia, Abiy Ahmed, se comprometeram  em fornecer suprimentos e equipamentos médicos para cada um dos 54 países da África e  cada país receberá 20.000 kits de teste, 100.000 máscaras, 1.000 conjuntos de roupas de proteção e 1.100 conjuntos de escudos de proteção. 

“Os suprimentos e equipamentos médicos são doados diretamente aos governos em cada um dos 54 países”, lê-se na mesma  nota. 

As distribuições foram coordenadas em parceria com diversas organizações, o Ministério Federal da Saúde da Etiópia e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças da União Africana (ACDC) estão a fornecer diretrizes técnicas e vínculos diplomáticos com os países africanos. 

A linha aérea Ethiopian Airlines, diz o comunicado, está a fornecer o manuseio da carga e a realizar os voos. O PAM está a fornecer apoio logístico e de gestão da cadeia de suprimentos na Etiópia, incluindo a triagem e o armazenamento de cargas específicas do país. O PAM está a mobilizar ainda recursos para essas atividades incluindo  as da Organização Mundial da Saúde (OMS). 


Por: Filomeno Sambú

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.