PRESIDENTE DO SINDICATO DE BASE DA APGB DETIDO PELA POLÍCIA

O presidente do Sindicato da base da Administracão dos Portos da Guiné-Bissau, Helder Gomes, foi detido na manhã de hoje (1 de Dezembro) nas instalações portuárias em Bissau. Segundo uma fonte da empresa contatada pelo jornal O Democrata, a detenção do sindicalista e de mais duas dezenas de outros funcionários afectos a esta empresa pública guineense, surgiu na sequência de um impasse entre a direção da APGB e o sindicato de base em relação a uma iniciativa de licenciamento de 156 trabalhadores.

A mesma fonte adianta que os detidos estão a ser ouvidos na Segunda Esquadra da Polícia da Ordem Pública em Bissau.
Na sexta feira passada, o colectivo dos funcionários em conferência de imprensa teceu duras críticas ao projecto de despedimento e acusou o actual Director Geral, Mário Musantos da Silva Loureiro, de má gestão e desvio de fundos. A fonte confiou a’O Democrata que a iniciativa da direção é ilegal tendo em conta que alberga funcionários efectivos com contratos definitivos.

“Há funcionários que passaram mais de 10 anos na APGB e foram efectivados no período de transição política e que a actual direção quer mandar para casa e entendemos que isso é um puro ajuste de contas”, denunciou um dos jovens funcionários visados pela medida.
De salientar que o actual Director Geral, militante do PAIGC, desempenhara as mesmas funções até ao golpe de Estado militar de 12 de Abril de 2012, altura em que foi substituído por Augusto Cabi, jovem militante do PRS.

 

Por: redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.