Sessão parlamentar: MINISTRO DAS FINANÇAS AFIRMA QUE COMPROMISSO COM PROFISSIONAIS DE SAÚDE ESTÁ RESOLVIDO

O ministro das Finanças, João Alage Mamadu Fadia, revelou esta quarta-feira, 29 de julho de 2020, que o engajamento financeiro assumido pelo governo para com os profissionais da saúde e da educação está totalmente resolvido, a cem por cento.

O ministro das Finanças sublinhou que, a nível do setor de saúde, o executivo gastou 2,3 biliões de francos de CFA, para cobrir os atrasados salariais dos novos ingressos, e 2.7 biliões de francos CFA para liquidar todas as dívidas atrasadas que o governo contraiu com os professores, “assim não existe neste momento nenhuma dívida nos dois setores sociais”.

“Só no âmbito do combate à pandemia do Covid-19, o governo gastou 5 biliões. Não há salários em atraso e o engajamento financeiro assumido pelo governo a nível de saúde e educação está resolvido a cem por cento”, precisou.

Mamadu Fadia falava na Assembleia Nacional Popular, durante a sua interpelação pelos deputados da nação para esclarecer assuntos ligados às garantias bancárias, emissão de títulos dos cinco meses de governação do atual executivo e explicações sobre o resgate bancário.

Fadia disse que, quando assumiu o ministério das Finanças, o atual governo encontrou, em termos de garantias bancárias, 800 milhões de francos CFA, no Hotel Império, na Agência de Aviação Civil mais de um bilião de francos CFA e na Câmara Municipal de Bissau, mais de 2 mil milhões francos CFA de garantia bancária.

Em termos de emissão de títulos, Mamadu Fadia revelou que em quatro meses de governação, o executivo liderado por Nuno Gomes Nabian emitiu títulos no valor de 58 mil milhões de francos CFA. Deste valor, 26.2 mil milhões foram utilizados para reembolsar títulos vencidos e respetivos juros no valor de 3.6 mil milhões, restando um total de 21.9 biliões de francos CFA de todas as emissões feitas até aqui.

“Deste valor demos emprestado 15 biliões aos bancos comerciais para que pudessem dar empréstimos aos empresários, que depois os devolveriam”, informou.

O titular da pasta das Finanças assegurou que neste momento o ministério das Finanças tem reservados 10 biliões de francos CFA.


Por: Aguinaldo Ampa

Foto: A.A

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa