FEDERAÇÃO DE FUTEBOL DISPONIBILIZA QUATRO MILHÕES DE FRANCOS PARA CADA CLUBE FILIADO

A Federação de Futebol da Guiné-Bissau (FFGB) vai disponibilizar esta semana cerca de 4 milhões de Francos de CFA para cada clube de futebol filiado. A verba, segundo a FFGB, é destinada para suprir algumas dificuldades de assegurar os custos operacionais dos clubes que militam na primeira e segunda divisão do Campeonato Nacional, na sequência das medidas restrições adotadas pelas autoridades sanitárias no quadro da prevenção  da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O anúncio foi feito esta quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021, na sede da FFGB sito no alto Bandim, em Bissau, pelo presidente da federação, Carlos Mendes Teixeira “Caíto”, num encontro com os clubes para analisar a nova proposta de realização do Campeonato Nacional de futebol.

Teixeira disse aos jornalistas que houve internamente um debate muito interessante e a abertura total dos membros do Comité Executivo da FFGB que o permitiu ter autorização para anunciar estes valores que cada clube de futebol deve receber.

“Esta decisão mostra claramente que estamos a trabalhar substancialmente e a trilhar um caminho rumo ao desenvolvimento do futebol nacional”, disse.

Para além de anunciar os fundos aos clubes, Mendes Teixeira também revelou na ocasião que seis associações filiadas na Federação de Futebol da Guiné-Bissau, nomeadamente: as Associações dos Treinadores, de Árbitros, de Jornalistas Desportivos, dos Jogadores, da Liga Guineense de Futebol e da Medicina Desportiva vão receber dois milhões de francos CFA cada no mesmo âmbito.

Na sua explanação, o presidente da FFGB alertou os associados, principalmente os clubes de futebol a organizarem-se  melhor, ter a sede própria  e o estádio próprio para prática de futebol, “como recomenda a entidade que dirige o futebol mundial, a FIFA”.

Apesar de existirem indícios de mal estar na FFGB, Carlos Mendes Teixeira negou a existência da crise interna no Comité Executivo da Federação de Futebol da Guiné-Bissau.

Em reação aos fundos disponibilizados aos clubes, o presidente do Sport Bissau e Benfica, Wilson Pereira Batista e o secretário geral do Sporting de Bafatá, Dundo Sambú realçaram o apoio financeiro da FFGB, que dizem vai ajudar os clubes a ultrapassar algumas dificuldades financeiras nesta altura do novo coronavírus.

“Este apoio da FFGB é uma situação que reclamamos há vários anos, por isso achamos que esta verba vai ajudar os clubes a fazerem uma reestruturação para saírem da situação difícil em que se encontram”, referiu Wilson Pereira Batista.

Segundo apurou a seção desportiva do Jornal O Democrata junto do gabinete da imprensa da FFGB, neste momento já se iniciou o processo administrativo junto de um dos bancos comerciais de Bissau para receção dos fundos disponibilizados.

Feitas as contas, a direção da FFGB deverá gastar cento e cinquenta e dois (152) milhões de francos CFA, a nível dos clubes,  e 12 milhões de francos CFA para associações desportivas.  A primeira liga de futebol conta com 14 clubes e a segunda divisão comporta 24 clubes.

Por: Alison Cabral

Foto: AC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa