Figura da semana: ABU LANÇA ÁLBUM “VERSÁTIL” A MISTURA ENTRE KIZOMBA E ZOUK SLOW

Cinco anos depois do lançamento do “The King is Back”, o músico guineense Abubacar Bailo Camará “Abu” anunciou que seu o terceiro álbum de estúdio intitulado “Versátil” será lançado no dia 09 de Julho de 2021, nas plataformas digitais. O novo álbum do músico conhecido entre amigos por “Abu” vai contar com doze faixas musicais do cantor.

O jovem músico disse que o novo trabalho é um álbum de maturidade, de experiência e de desejos musicais realizados. Embora o músico tenha interesse particular pelo Kizomba e Zouk das Antilhas, este terceiro álbum Abu decidiu misturar sons e o público terá a oportunidade de encontrar vários estilos musicais como: Kizomba, Afrobeat, Rap, Zouk Slow e entre outros.

O álbum “Versátil” contou com a participação do músico MS Lion King e terá doze faixas musicais: Alma, Evita di mi, Tu és a única, Abo i di mas, NÔ relaçon, Meio maluca, Na continua bumba, Bu iara pun pan dudu, Sans reuour, Aladji, Ulana FT MS Lion  e I tem cu sedo gos.

BIOGRAFIA

Abu nasceu no dia 09 de Junho de 1987 em Lisboa, Portugal. Começou o seu percurso escolar no Jardim Nhima Sanhá, depois estudou a fase primária na escola Taborda e SOS. Após ter concluído a primária, Abu estudou na escola Solidariedade e depois concluiu a décima primeira classe no liceu João XXIII, em Bissau. Fez o mestrado em Banco, Seguros e Finanças e é Bancário de Profissão em Dakar, Senegal. Durante a sua infância, gostava muito de desenhar, mas sempre teve uma paixão especial pela música, sendo que cantava todas as músicas de sucesso da sua infância e juventude.

Os seus primeiros contatos com a música como cantor começaram entre 2002 e 2003, sob influência e apoio de Drº Faza Henriques Baldé. Fez e teve  oportunidades de gravar as primeiras músicas “Tira-me desta dor e Sexy” com o seu amigo Young Jerry, o que lhe permitiu integrar o grupo Fenix.

Em 2006, Abu foi para Dakar para prosseguir os seus estudos superiores, logo gravou a sua primeira música de sucesso “Amor Puro” entre 2008 e 2009, depois de muita insistência do seu amigo Klash. O reencontro com o seu velho amigo do seu antigo grupo Fenix em Dakar, Ivex Pro, foi o começo da sua carreira a solo.

Em 2011 lançou o seu primeiro álbum intitulado “Mas um chance”. Um trabalho “inesperado” de quinze músicas e que lhe inspirou muita   confiança para continuar a fazer música. Em 2016 lançou o seu segundo álbum de originais “The King is Back” com 10 faixas músicas. Um álbum que não teve igual sucesso que o primeiro, mas que lhe permitiu aprender ainda mais sobre a música e o funcionamento do mercado musical do país.

Por: Alison Cabral

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.