CONGRESSO DA FFGB: CAMPEONATO NACIONAL ARRANCA NO DIA 24 DE JANEIRO

A Federação de Futebol da Guiné-Bissau (FFGB) marcou para o próximo dia 24 de Janeiro o início do campeonato nacional de futebol da primeira divisão. A decisão saiu do congresso ordinário da FFGB que decorreu na sede daquela instituição federativa no último fim-de-semana em Bissau e que contou com a participação de clubes e associações desportivas do país.

Os sorteios da primeira e segunda divisão terão lugar no dia 19 do mês em curso e as provas da segunda liga do futebol feminino arrancam no dia 31 de Janeiro. O sorteio da Taça de Guiné será no dia 27. Os sorteios dos júniores e juvenis ficaram marcados para o dia 2 de Fevereiro.

O ponto mais quente em discussões durante o conclave da FFGB diz respeito a quem organizará os campeonatos nacionais, a Liga dos clubes ou a Federação de Futebol. Sobre este assunto o presidente da FFGB, Manuel Irénio Lopes Nascimento (vulgo Manelinho), garantiu que a sua instituição pronunciar-se-á brevemente sobre a forma como serão organizados os campeonatos da 1ª e 2ª ligas de futebol.

Manelinho revelou que os participantes do conclave da FFGB marcaram um congresso extraordinário para Março próximo com o propósito de discutir vários assuntos do futebol nacional, nomeadamente a premiação dos clubes vencedores dos campeonatos da época passada 2013/2014, designadamente Nuno Tristão Futebol Clube de Bula, “Lagartos” de Bambadinca e Pelundo, campeões da 1ª, 2ª e 3ª divisões, respectivamente.

Manelinho acrescentou que o mesmo encontro servirá para debater e fazer certas emendas, assim como trabalhar para melhorar o futebol e as instituições desportivas do país.
Solicitado a pronunciar-se sobre se estão ou não reunidas as condições para que as provas se iniciem e decorram sem interrupções uma vez que o bom desenrolar do campeonato depende do apoio financeiro do governo, Manelinho disse que desde que a sua direcção assumiu os destinos da FFGB, o Executivo ainda não contribuiu (financeiramente) para a realização dos campeonatos.

Manelinho considerou que, durante a sua liderança, a instituição que rege o futebol nacional tem contado apenas com os apoios da FIFA e da CAF, exortando a quem de direito que olhe, sobretudo para o bem do país e não para as pessoas que estão na FFGB, e acrescentou perguntando: “Como é que um Governo não pode apoiar seu próprio campeonato?”.

Instado a pronunciar-se sobre o patrocínio da empresa de telecomunicações MTN, Manelinho afirmou que a MTN tem em dívida valores de duas temporadas a favor da FFGB, o que quer dizer que a “MTN terá de patrocinar dois campeonatos com uma soma de 100 milhões de francos CFA”.

O líder da FFGB disse igualmente que foi abordada durante o conclave a questão da aprovação e promulgação da lei de mecenato que visa facilitar a participação financeira de empresas que operam no país nas actividades desportivas, a fim de minimizar os sacrifícios que os clubes enfrentam.
No entanto, O Democrata apurou que o tema tangente à realização do campeonato, assim como o do aumento das equipas na primeira divisão, segunda liga e eliminação do terceiro escalão do nosso futebol serão decididos numa reunião a realizar brevemente pelo Comité Executivo da FFGB.

Para o vice-presidente do Benfica de Bissau, Fortunato Cardoso (vulgo Bodjan), foram discutidos e aprovados documentos com responsabilidade por parte dos representantes dos clubes e associados da federação de futebol. Para Cardoso, a forma como os assuntos foram abordados demostra que os dirigentes têm uma responsabilidade acrescida no desenvolvimento do futebol guineense.

Para o vice-presidente dos “Lagartos de Banbadinca”, equipa vencedora do campeonato da 2ª divisão na época passada, Landjai Baió, as discussões foram intensas, mas ao longo dos debates os participantes decidiram unir-se em prol do desenvolvimento do futebol nacional.

Indagado a pronunciar-se sobre a premiação, uma vez que o seu clube venceu a segunda liga, mas que até agora não recebeu o prémio, Baio revelou que interpelou a FFGB sobre este assunto, e que o presidente da federação terá garantido que haveria surpresas para as formações vencedoras das três provas nacionais.

Por: Sene Camará

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.