Mandatário : “ALBERTO NAMBEIA É O CANDIDATO DE MAIOR CONSENSO PARA LIDERAR O PRS’’

O mandatário de Alberto Nambeia à liderança do Partido da Renovação Social (PRS), Pedro da Costa, afirmou esta segunda-feira, 16 de agosto de 2021, que Alberto Nambeia é o candidato de maior consenso para liderar aquela formação política, apelando aos outros pretendentes para se juntarem ao projeto político de Nambeia.

Pedro da Costa, falava à imprensa após a entrega de candidatura de Alberto Nambeia junto da Comissão Organizadora na sede do partido, em Bissau. Costa afirmou que atualmente os partidos políticos atravessam momentos muito conturbados por causa das contradições e divergências internas. 

Realçou que a presença de pessoas que acompanharam a delegação para a entrega de candidatura demonstra claramente que Nambeia já garantiu a vitória do congresso.

“Alberto Nambeia é um homem de paz, moderado e dialogante. Essa postura permitiu-lhe estar à frente do partido até a data presente, com uma estabilidade que ninguém pode pôr em causa, razão pela qual é o candidato que reúne maior consenso para unir militantes e dirigentes, bem como para reestruturar o partido, reforçando a coesão interna com uma nova dinâmica para fazer face à atual conjuntura política do país”, disse.

Assegurou que o presidente Nambeia conta com enorme experiência política que, com a vitória no VI Congresso,  vai trabalhar na reestruturação do partido para ganhar próximas legislativas e presidenciais.

Questionado sobre as denúncias de corrupção, falta de liberdade de expressão e abuso de poder da atual direção, o mandatário respondeu que a candidatura de Nambeia não responderá em nenhum momento às acusações contra a pessoa de Nambeia.

“Não queremos responder às acusações sobre a corrupção e fragmentação no seio partido, mas vamos apelar à unidade, porque fragmentações desnecessárias não vão contribuir para a unidade dos militantes e dirigentes. Não houve demissão de militantes que não estão com a nossa candidatura, isso é falso, porque o partido é uma associação voluntária, onde a confiança política prevalece acima de tudo”, advertiu.

Por: Aguinaldo Ampa

Foto: A.A

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.