CAN 2021: BACIRO CANDÉ RECONHECE QUE A GUINÉ-BISSAU ESTÁ INSERIDA NUM GRUPO DIFÍCIL

O selecionador nacional de futebol da Guiné-Bissau, Baciro Candé, admitiu que a seleção principal do país está  inserida num grupo “muito forte” para a fase final na Taça das Nações Africanas de futebol (CAN 2021), a realizar-se nos Camarões no início do próximo ano.

No sorteio realizado na capital dos Camarões, Yaoundé, pela Confederação Africana de Futebol (CAF), organismo que dirige o futebol no continente, a Guiné-Bissau figura no grupo D, juntamente com o Sudão, o Egito e a Nigéria.

Em reação ao sorteio que decorreu ontem, 17 de agosto de 2021, Candé reconheceu as qualidades dos seus adversários, contudo, relembrou que a Guiné-Bissau tem também as suas qualidades.

“Penso que, até à altura da competição,  a Guiné-Bissau estará preparada para enfrentar os seus adversários. Como sempre no futebol, existem equipas acessíveis, também acaixinha de surpresas e vamos trabalhar para fazer um bom CAN”, explicou Candé, numa entrevista telefónica a partir dos Camarões.

Em curta declaração, o selecionador nacional reconheceu que o Egito e a Nigéria são equipas com grandes jogadores e muito experientes nessas andanças. Porém, prometeu que a seleção nacional vai continuar a fazer o seu trabalho.

Os “Djurtus” participam na maior festa do futebol africano pela terceira vez consecutiva, depois das presenças em 2017, no Gabão, e 2019, no Egito.

A Guiné-Bissau inicia a campanha do CAN diante do Sudão a 11 de janeiro de 2022, antes de bater-se com o Egito (15) e a Nigéria (19), sempre em Garoua, cidade capital da província de Norte.

As 24 seleções foram divididas em seis grupos, sendo que apenas o primeiro, o segundo e os quatro melhores terceiros classificados, em cada grupo, avançarão para os oitavos de final.

A competição decorrerá de 09 de janeiro a 06 de fevereiro de 2022, nos Camarões, 50 anos depois da última organização.

Por: Alison Cabral

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.