IGREJA CATÓLICA ADIA A PEREGRINAÇÃO NACIONAL A CACHEU

As Dioceses de Bissau e de Bafata anunciaram o adiantamento pelo segundo ano consecutivo da peregrinação nacional e anual à cidade de Cacheu, devido à pandemia do novo coronavirus (COVID-19).

Em comunicado, assinado pelo administrador apostólico de Diocese de Bissau, Dom José Lampra Cá, e o administrador Diocesano de Bafata, Padre Lúcio Brentegani, os dois responsáveis justificam o adiantamento da peregrinação por não haver sinais promissores que possam, “de facto, encorajar, com todo o realismo, a retoma normal da peregrinação nacional e anual, como gostaríamos”.

“Aliás, o número de infectados, pelas informações obtidas, tende a aumentar-se. Por via de consequência e como medida de prevenção, este ano, infelizmente, a peregrinação nacional e anual a Cacheu não vai ter lugar” argumentaram, lembrando que, no passado [2020], por causa da COVID-19, e “tendo em conta o número muito elevado daqueles que vão à Cacheu, por se tratar, obviamente, da peregrinação nacional e anual e como medida de prevenção, optamos pela sua suspensão, esperando dias melhores”.

Lê- se no documento que a peregrinação à Cacheu é “muito importante” para os cristãos, porquanto constitui uma espécie de “abastecimento moral e espiritual”, permitindo os fiéis testemunharem com a integridade de vida e perseverança no tempo, a autenticidade e a profundidade da fé em Jesus Cristo.

Por: Tiago Seide

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.