VIº Congresso dos renovadores: DELEGADOS ELEGEM NAMBEIA PARA UM TERCEIRO MANDATO

Alberto M’Bunhe Nambeia foi reeleito presidente do Partido da Renovação Social (PRS), para aquele que serà o seu terceiro mandato consecutivo na madrugada de quinta-feira, 13 de janeiro de 2022, tendo obtido 405 votos que correspondem a 50 por cento mais um voto. Nambeia que se apresentou debilitado às nas eleições a saúde aparentemente “frágil” e que levantava suspeita sobre a sua desistência, acabou por se apresentar à corrida e venceu.

Dada a situação da sua saúde, Nambeia foi representado pelo seu diretor da campanha, Carlitos Barai, que apresentou a sua moção estratégica de candidatura, apelando à confiança dos delegados na capacidade de liderança de Alberto M’Bunhe Nambeia, porque “ele é único fator da unidade no seio da família de renovadores”. 

O Segundo candidato mais votado foi Mário Siano Fambé que obteve 110 votos e na terceira posição ficou o candidato Dionísio Cabi, com 101 votos.

Alberto Nambeia venceu o VIº Congresso Ordinário realizado de 10 a 13 de janeiro, sob o lema “O legado político de Dr. Koumba Yalá face aos desafios do desenvolvimento”. Nestas eleições tinham concorrido oito candidatos, designadamente: Florentino Mendes Pereira, o atual ministro das Pescas, Mário Fambé, Artur Sanhá, Augusto Poquena, Certório Biote, Dionísio Cabi e Ibraima Sori Djaló.

Segundo a Comissão eleitoral, dos 901 delegados votaram 806 e os restantes 95 estiveram ausentes da sala do congresso.

PERCURSO POLÍTICO DE ALBERTO M’BUNHE NAMBEIA

Alberto M´Bunhe Nambeia  nasceu no dia  4 de maio de 1964 em Mansôa, região de Oio, norte da Guiné-Bissau. Concluiu os seus estudos primários na cidade de Bafatá em 1978, iniciando aí os estudos liceais, que viria a concluir em Bissau, na Unidade Escolar 23 de janeiro. Terminados os estudos liceais, iniciou a sua carreira profissional na cooperativa 12 de  setembro, exercendo as funções de responsável dos transportes.

Alberto M´Bunhe Nambeia iniciou a atividade política ainda jovem enquanto militante da Juventude Africana Amílcar Cabral (JAAC) do PAGCI  Bafatá, para depois ingressar na Frente Democrática Social (FDS) e mais tarde fundar, com os seus camaradas, o Partido da Renovação Social (PRS) em 1992.

Já no PRS, desempenhou várias funções, começando pelo responsável da província sul, depois província norte e mais tarde Secretário Nacional da Juventude do PRS. Foi Secretário da Organização e Implementação das Estruturas do Partido. Presidente interino do PRS, em 2000.

Desde 2012 é líder do Partido da Renovação Social eleito no IVº Congresso Ordinário, sucedendo Kumba Yalá. Nambeia é autor da célebre frase: “qualquer guerra política é melhor que as guerras armadas” e na altura autoproclamou-se “Padrinho da Paz”. Na busca da estabilidade política e governativa. Depois do golpe de Estado de 12 de abril, o PRS juntou-se aos libertadores (PAIGC), vencedores das legislativas de 2014, e formaram governo.  

Foi deputado da Nação na segunda, terceira, quarta, quinta e sextas legislaturas, tendo sido sempre membro da Comissão Permanente da Assembleia Nacional Popular. Segundo vice-presidente da ANP, na quinta e sexta legislaturas. Membro do Conselho do Estado na segunda, terceira, quinta e sexta legislaturas.

Por: Redação

Author: O DEMOCRATA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.