Qual é o grande problema da desigualdade no mundo?

Acho que as sociedades não oferecem as mesmas oportunidades para os seus membros. A meu ver, todo o mundo deve ter acesso de forma gratuita à educação de qualidade e para que a saúde seja garantida a todos, independentemente das condições económicas e financeiras destes membros. Com efeito, com a falta de educação, os ricos vão continuar a ser ricos e os pobres vão continuar a ser pobres, visto que quem tiver meios financeiros à altura, evidentemente, que vai poder colocar os seus filhos numa boa escola e esses teriam maior oportunidade de poderem concorrer a um emprego mais renumerado, ao passo que os filhos de pobres, tendo em conta as dificuldades dos pais, esses nunca terão a oportunidade de poderem entrar numa boa escola e consequentemente de poderem concorrer a um emprego almejado por estes. Quando é assim, as desigualdades, infelizmente, vão continuar a marcar as gerações destas famílias.

 Além disso, na componente de saúde, vamos continuar a ver os pobres a morrem de uma simples doença que poderia ser curada num curto espaço de tempo se tivessem meios financeiros, esses vão poder procurar hospitais mais especializados para fazer os tratamentos médicos.

Efetivamente, na Guiné-Bissau muitos estudantes concorrem a uma faculdade quando, inicialmente, não era a opção deles, mas tendo em conta as dificuldades económicas dos pais, acabam por escolher cursos que não têm nada a ver com as suas vocações. Refiro-me a cursos de professorado que são ministrados na Escola Normal Superior Tchico Té, Escola Normal Amílcar Cabral em Bolama, Escola Normal 17 de Fevereiro, ENEFD e/ou de saúde como a Escola Nacional de Saúde. Um outro exemplo das dificuldades económicas é sentida por filhos da Guiné-Bissau que decidiram atravessar as fronteiras para virem estudar na Europa, caso concreto de Portugal, muitos acabam por não entrar na faculdade ou simplesmente por desistir, porque não conseguem suportar os encargos escolares.

Se a educação fosse gratuita, seguramente, que o país ia poder contar com muitos técnicos qualificados em diferentes áreas de atividades para poderem contribuir para o desenvolvimento económico e social das populações. Por outro lado, esses iam poder transformar a sua vida, passando a uma classe média ou alta. Pois, a escola pode contribuir para elevar a vida de qualquer indivíduo em qualquer sociedade. A título exemplificativo, os países mais desenvolvidos no mundo são aqueles que apostaram verdadeiramente na educação e saúde.

Lisboa, 19 de maio de 2022

Tchokni Npaca

2 thoughts on “Qual é o grande problema da desigualdade no mundo?

  1. É verdade o que diz e mesmo assim vemos filhos cujos pais são pobres que conseguiram chegar onde filhos dos ricos almejaram. É de louvar o esforço desses estudantes que hoje são quadros superiores e colocados em grandes instituições por este mundo fora.
    As desigualdades sempre existiram e são um problema que o Homem ainda não conseguir resolver. Na sociedade em que vivemos cada um puxa o seu saco para o seu lado e como ninguém dá nada a ninguém, tudo fica esquecido e os anos passam.

  2. Querida o artigo falou-se bem e tudo, referenta a situação vigente no mundo. Efetivamente sera dificil mudar essa paradigma sobretudo em Africa, enquanto classe politicos não mudaram as suas ambições.
    Aproveito encorejar-lhe a continuar trazer ad edeias para dispertar a sociedade Parabens

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.