JU KEENDO PASSA FIM DE SEMANA NAS CELAS DA POLÍCIA JUDICIÁRIA

Ju Keendo, músico de renome internacional, detido ontem por agentes da brigada de repressão e delitos económicos da Polícia Judiciária por suspeita de crimes de falsificação e emissão de vistos, foi apresentado ao Ministério Público, no início da tarde desta sexta-feira, 05 de agosto de 2022, para efeitos da audição, mas o juiz decidiu mandar o jovem músico de volta à prisão e será ouvido na segunda-feira, 08 de agosto. 

O Democrata soube junto do Gabinete do magistrado que não foi possível ouvir o músico hoje, por este estar a terminar outro processo. Por isso, foi mandado de volta para a prisão do serviço de piquete da PJ que se encontra ao lado do mercado de Bandim.   

A equipa de reportagem viu na varanda da Vara Crime do Ministério Público algumas pessoas que confessaram a O Democrata serem vítimas do suspeito que lhes tomou uma certa quantia em dinheiro com a promessa de que dar-lhes-ia vistos. As vítimas fizeram a denúncia ao Ministério Público e o juiz mandou-os voltar na segunda-feira.  

Uma mulher, moradora do bairro de Cuntum, informou a O Democrata que o músico “Ju Kendo” lhe terá tomado uma soma de 500 mil francos cfa,  com a promessa de que levaria o seu filho para a Europa.

“Ele disse-me que iria cantar na Alemanha e que precisaria de levar dois jovens como dançarinos e que queria que o meu filho fosse um deles. Foi a partir dessa conversa que me propôs o pagamento de um milhão e quinhentos mil francos CFA. Dei-lhe quinhentos mil francos CFA e o passaporte do meu filho. Eu ia entregar-lhe o resto do dinheiro, assim que saísse o visto”, contou a vítima.

A denunciante informou que depois de o músico receber a primeira parcela do dinheiro, ele não atendia as suas chamas e o número para o qual ligava já estava incomunicável, poucos dias depois de receber o dinheiro.

“O meu filho encontrou-o em Gabú e este foi ter com ele para questioná-lo sobre o seu comportamento e exigir a devolução do dinheiro. Enganou o meu filho e disse-lhe que tinha perdido o telefone e que trocou de número”, explicou a mulher na sua curta conversa com o repórter.

O Democrata soube de fonte da Polícia Judiciária, que várias pessoas que pagaram em dinheiro ao músico para a emissão de vistos para Portugal e Espanha têm recorrido à sede nacional daquela corporação policial para denunciá-lo. 

Por: Assana Sambú/Aguinaldo Ampa

Foto: Marcelo Na Ritche

1 thought on “JU KEENDO PASSA FIM DE SEMANA NAS CELAS DA POLÍCIA JUDICIÁRIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.