UMARO SISSOCO ENTREGA PEDIDO DE DEMISSÃO DO CARGO DO PRIMEIRO-MINISTRO 

O Primeiro-Ministro guineense, Umaro Sissoco Embaló, entregou no início da tarde desta sexta-feira, 12 de Janeiro 2018, a sua carta de pedido de demissão do cargo do chefe de executivo, que desempenha há mais de um ano.

O Democrata soube da existência de uma relação azeda entre o Sissoco Embaló e o Presidente José Mário Vaz, por causa de uma situação que envolve os ministros do Interior e da Economia e Finanças, respectivamente, Botche Candé e João Aladje Mamadu Fadia.

De acordo com as informações recolhidas, o recente incidente no Serviço de Informação e Segurança  (SIS) de Estado que culminou na demissão forjada do diretor interino Amadu Djaló sob as ordens  diretas do Chefe do Estado e executadas pelo Ministro Botche Candé, sem consentimento do Primeiro-Ministro, terá precipitado o pedido de demissão.

As nossas fontes informam que o Primeiro-Ministro não digeriu bem a posição de José Mário Vaz a favor do Botche Candé.

“Apesar de respeito e consideração que nutre para o Chefe de Estado, ele sentiu-se humilhado perante o seu subordinado”, conta uma das fontes.

 

 

Por: Assana Sambu

Foto: Marcelo N’Canha Na Ritche

 

 

3 comments

  1. Mohamed.presy disse:

    Muita pena!
    Sinto muito!
    É necessário que haja uma reflexão profunda de todos nós sobre a situação desta nação e deste povo. Até que ponto a imoralidade política vai culminar, onde, quando e como?
    Esta nação custou a vida e deve já custar amor e crença, não o abandono e deshonranção pelos nossos interesses pessoais.

  2. Braima Sissé disse:

    A nossa Guiné-Bissau precisa dos Homens honestos, sinseiros, organizados, com uma certa competência para dirigir sem nenhuma discriminação TRIBAL.

  3. Martinho Abina Na Bali disse:

    Vale mais tarde de que nunca!! Parabens!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa