GOVERNO ANUNCIA EXPORTAÇÃO DE 139 MIL TONELADAS DE CASTANHA DE CAJÚ

O ministro do Comércio, Turismo e Artesanato, Vicente Fernandes, anunciou esta terça-feira, 09 de outubro 2018, que, apesar de toda a situação “nebulosa e indesejável” criada no país a volta do preço base de mil francos CFA por quilograma da castanha, já foram exportadas mais 139 mil toneladas da castanha de caju no universo de 141.704 toneladas declaradas na Guiné-Bissau.

O governante falava numa conferência de imprensa realizada no ministério do Comércio, Turismo e Artesanato, em Bissau. Na ocasião, Vicente Fernandes disse que “se não tivessem sido os atropelos inventados e os teatros mal montados para tirar dividendo político, a exportação poderia ultrapassar as 200 mil toneladas”.

Explicou neste particular que o preço anunciado de mil francos CFA pelo Chefe de Estado era bom para os agricultores, mas acrescentou que não era desejável, porque “a estrutura do custo é incomportável e o mercado internacional foi quem ditou as regras. Infelizmente há pessoas que não estão a altura de fazer matemática para saber como funciona o mercado e andam a fazer declarações políticas infundadas”.

Para resolver a situação da má comercialização e exportação da castanha de cajú, informou que o governo liderado por Aristides Gomes entabulou contatos com o maior grupo Vietnamita com 70 filiais, entre os quais bancos suportados pelo governo daquele país asiático, que está disposto a comprar 150 a 200 mil toneladas da castanha , ou seja, toda a produção, sem que lhe tenha sido dado o monopólio pelo governo guineense.

“A entrada dos vietnamitas no mercado guineense é muito boa, na medida em que permitirá uma abertura a outros concorrentes no mercado a fim de não continuamos amarados ao monopólio de alguns operadores indianos em colaboração com nacionais que determinavam o preço. Portanto, a ligação direta com o Vietname que é destino final da nossa castanha, será muito valiosa nos próximos tempos”, assegurou.

 

 

Por: Aguinaldo Ampa

Foto: A.A          

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa