SELEÇÃO FEMININA DA GUINÉ-BISSAU VENCEU CABO-VERDE [0 – 1]

A seleção feminina da Guiné-Bissau apadrinhou hoje a estreia em jogos oficiais da sua congénere de Cabo Verde e venceu por 1-0, em encontro disputado no Estádio Nacional, na cidade da Praia.
O único golo da partida foi apontado por intermédio de Nadi, aos 41 minutos, para alegria dos muitos guineenses residentes em Cabo Verde que se deslocaram ao Estádio Nacional.
Num jogo histórico, Cabo Verde tinha entrado melhor e falhou uma grande penalidade logo aos três minutos, por Lúcia Moniz, a capitã e uma das jogadoras mais experientes da turma cabo-verdiana.
O jogo, que estava marcado para às 16:00 locais (18:00 em Lisboa), só arrancou uma hora e 35 minutos depois, por causa do atraso na chegada da seleção da Guiné-Bissau a Cabo Verde.
Antes do início, destaque para a atuação de dois grupos de guineenses residentes em Cabo Verde e também para o pontapé de saída a ser dado pela primeira-dama cabo-verdiana, Lígia Fonseca, que é madrinha da seleção feminina do seu país.
Com entrada livre, a bancada central, que tem capacidade para cinco mil pessoas, foi a única a ser aberta ao público, e esteve com cerca de quatro mil adeptos, muitos afetos à Guiné-Bissau, trajados a rigor e que estiveram bastante animados.
Este foi o primeiro jogo da história da seleção feminina de Cabo Verde e a federação do país pretende que a equipa passe a participar em competições da Confederação Africana de Futebol (CAF).
A seleção da Guiné-Bissau declinou um convite para participar na cerimónia de inauguração do Estádio Nacional de Cabo Verde, em agosto de 2014.
Em alternativa, a maior infraestrutura desportiva do país foi inaugurada com um jogo entre as equipas femininas das ilhas de Barlavento (Santo Antão, São Vicente, São Nicolau, Sal e Boavista) e das de Sotavento (Maio, Santiago, Fogo e Brava).
Lusa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa