II sessão ordinária : PRS DEFENDE COMPOSIÇÃO COMPLETA DA MESA DA ANP PARA DEPOIS SER NOMEADO NOVO GOVERNO

O deputado da Nação do Partido da Renovação Social (PRS), Sola Nquilin Na Bitchita, defendeu a 11 de Junho corrente a composição completa da mesa da Assembleia Nacional Popular para depois ser nomeado o novo governo, sustentando que é a partir das eleições dos deputados que se constituem os governos, em função dos resultados eleitorais.

A segunda sessão ordinária da X legislatura foi iniciada as 11 horas mas suspensa após hora e meia de trabalhos devido às reclamações de dois partidos, o Movimento para Alternância Democrática (MADEM-G15) e o Partido da Renovação Social (PRS) face ao projeto da ordem do dia. Eles defendiam apenas um ponto que era a eleição do segundo vice-presidente e do primeiro secretário da mesa da ANP. Esse fato levou o bloco dos dois partidos a invadirem a mesa que presidia a plenária, obrigando a suspensão da sessão pelo presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassamá.

Nquilin na Bitchita disse que o sucesso das sessões parlamentares depende essencialmente do respeito pelas leis que regem os parlamentares bem como das leis da constituições, e explicou que os deputados são eleitos para trabalhar não apenas no plano legislativo mas também na fiscalização da ação do governo, não o contrário, contudo atribuiu a responsabilidade de nomeação do governo ao Presidente da República José Mário Vaz.   

Aquele dirigente dos renovadores defende um reajustamento do projeto da ordem do dia, que passa particularmente pela eleição do primeiro secretário e do segundo vice-presidente da mesa da Assembleia Nacional Popular em cumprimento da vontade manifestada pelo povo no passado dia 10 de Março.

“A formação do governo é da competência exclusiva do Presidente da República, não do PRS, PAIGC e Nem do MADEM” realçou.

Durante a apresentação e discussão dos 12 pontos dos documentos para a segunda sessão ordinária da ANP, entre os quais destaca-se  o ponto sobre  a eleição do segundo Vice-presidente da mesa da Assembleia Nacional Popular, os deputados do PRS e MADEM-15 foram unânimes em defender a conclusão da composição da mesa antes de serem discutidos outros diplomas, sublinhando que este é o mais importante para um funcionamento legal da ANP.

Alguns deputados acusaram o presidente da ANP, Cipriano Cassamá, de ser o responsável pelas possíveis crises que poderão afetar o país, que segundo disseram durante a discussão do ordem do dia, que este está a agir de forma parcial, não respeitando as leis constadas no regimento parlamentar.

Por: Epifania Mendonça

Foto: E.M  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa