Cipriano Cassamá: “A MINHA PARTICIPAÇÃO NAS PRIMÁRIAS DO PAIGC PARA AS PRESIDENCIAIS ESTÁ CONFIRMADA”

O Presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassamá, disse que a sua participação nas primárias do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) com o propósito de pedir a confiança aos membros do Comité Central está confirmada e não avançou  mais pormenores.

Cassamá, que igualmente é primeiro vice-presidente dos libertadores, falava aos jornalistas depois da cerimônia de apresentação de condolência aos responsáveis do Gabinete da apresentação da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) pelo desparecimento físico do ex-presidente da Comissão daquela organização sub-regioanl, Marcel Alain De Souza,  a 16 de julho, em Paris (França) vítima de ataque cardíaco.

À saída da sede de representação, Cipriano Cassamá lembrou na sua declaração aos jornalistas que o ex-presidente da Comissão da CEDEAO ajudou a Guiné-Bissau nos momentos mais difíceis. Acrescentou que De Souza “foi um amigo da Guiné-Bissau e que trabalhou para o país com brilho e zelo bem como encontrou várias soluções durante a crise política guineense e ainda levou os atores polítcios à Conacri, a Lome e Abuja para que hoje a Guiné-Bissau tenha encontrado sossego e paz”. 

“A morte de Marcel surprendeu todos os parlamentares e o povo da Guiné-Bissau. Não podíamos de maneira alguma ficar indiferentes  sem virmos até aqui, apresentar as nossas condolências à família e à CEDEAO. Nós, enquanto parlamentares, nunca esqueceremos o trabalho por ele feito. Deslocou-se às Nações Unidas e falou com o Secretário-Geral da ONU para que juntos pudessem encontrar soluções para a Guiné-Bissau”, notou.

Questionado se confirma a sua participação nas primarias para as eleições presidenciais no Comité Central do PAIGC, Cassamá disse não tinha ido lá tratar desse assunto, contudo, assegurou que “o meu partido sabe quem sou, sou o primeiro vice-presidente do partio e tudo que estou a fazer no partido está dentro do quadro dos estatutos do partido”.

“Lamento bastante esta questão, mas eu sou um dirigente do partido é a minha missão”, referiu, para de seguida, afirmar numa conversa com o repórter que “a sua participação nas primárias do partido para as presidenciais está confirmada e não avançou mais pormenores”.

Salienta-que Cassamá escreveu recentemente uma carta à direção do partido na qual manifestou a sua intenção de participar nas primárias dos libertadores  e pediu confiança aos 351 membros do Comité Central para candidatura às presidenciais agendadas para o dia 24 de Novembro do ano em curso.

Por: Assana Sambú

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa