“NIGÉRIA E SENEGAL VÃO AJUDAR GUINÉ-BISSAU COM PROGRAMA DE EMERGÊNCIA” – PR Úmaro Sissoco Embaló

O Presidente da Guiné-Bissau, Úmaro Sissoco Embaló, disse na sexta-feira, 16 de Outubro de 2020, que a Nigéria e o Senegal vão ajudar a Guiné-Bissau com um programa de emergência e dar formação a quadros do setor da defesa, segurança e dos Negócios Estrangeiros.

“Estive na Nigéria. O Presidente Buhari convidou-me a mim e ao Presidente senegalês para vermos formas de ajudar a Guiné-Bissau”, afirmou Umaro Sissoco Embaló aos jornalistas no aeroporto internacional Osvaldo Vieira, momentos depois de ter aterrado em Bissau.

Úmaro Sissoco Embaló viajou quarta-feira para o Senegal e para a Nigéria, tendo na quinta-feira tido um encontro de trabalho com os chefes de Estado nigeriano, Muhammadu Buhari, e senegalês, Macky Sal.

“A Nigéria é um dos acionistas do Banco Africano de Desenvolvimento, o Senegal tem grandes relações no mundo e nós na Guiné-Bissau precisamos de facto de relançar o país, que nos últimos 20 anos passou por situações muito complicadas”, disse.

Segundo Úmaro Sissoco Embaló, no início da próxima semana vai chegar à Guiné-Bissau uma equipa de técnicos senegaleses e nigerianos para ajudarem o país a “fazer um programa de emergência”.

O Presidente explicou que o programa “será rapidamente financiado pelo Banco Africano de Desenvolvimento com a ajuda do Banco Árabe de Desenvolvimento Económico para a África”.
Questionado pela Lusa sobre as áreas estratégias do programa de emergência, o Presidente explicou que são as infraestruturas, principalmente rodoviárias no interior e em Bissau.

Ao nível da formação, o chefe de Estado disse que vão ser enviados entre 10 e 15 jovens do Ministério dos Negócios Estrangeiros para terem formação no Senegal e oficiais do setor de segurança vão receber formação na Nigéria.

In lusa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa