CHINA QUER APOIAR AS AUTORIDADES NACIONAIS DA GUINÉ-BISSAU NO DESENVOLVIMENTO DO SETOR DAS PESCAS

O Embaixador da República Popular da China na Guiné-Bissau, Guo Ce mostrou-se, esta quarta-feira, 17 de novembro de 2020, estar disponível para trabalhar com as autoridades nacionais para o desenvolvimento do setor das pescas, vital para economia guineense.

Guo Ce falava à imprensa, a saída de um encontro com o ministro das pescas, em Bissau, na qual prometeu aconselhar todas as empresas chinesas de pesca a  respeitarem às leis do país e contribuir na criação de postos de emprego à população guineense. 

Por seu lado, o ministro das Pescas, Malam Sambú, disse que abordou com o diplomata chinês a futura cooperação no setor das pescas com a China “está muito interessada”, adiantando que passaram em revista a situação das empresas chinesas que operam naságuas do país, que quer que cumpram as leis que regulam o setor.

Malam Sambu informou que o diplomata chinês prometeu falar com as empresas daquele país para cumprirem “rigorosamente” aquilo que está plasmado na lei.

Questionado sobre as medidas que tomará em relação às empresas que estiverem em incumprimento das suas obrigações, Malam Sambú disse que qualquer empresa que não cumprir o acordo e as suas obrigações não lhe será renovada a licença de pesca para o ano 2021, quer empresas nacionais quer as estrangeiras, porque “a lei é geral para todos”.

“Vamos iniciar esse processo com o embaixador da China para ver em que moldes podemos mastigar essa cooperação, tendo em conta a abertura que ele mostrou. Ele é o conselheiro para área económica do ministério do comércio da China. Vamos submeter-lhe as propostas para analisar, antes de avançar para a China”, salientou.


Por: Aguinaldo Ampa
Foto: A.A

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa