ESTÁDIO LINO CORREIA VOLTA A RECEBER JOGOS DE FUTEBOL À NOITE

A empresa espanhola CENERGA SL que opera na área das energias renováveis, vai instalar a nova iluminação no Estádio Lino Correia, em Bissau, para permitir que o complexo desportivo receba jogos oficiais de futebol, nomeadamente: os jogos do campeonato nacional, a taça da Guiné e as demais competições ligadas a diferentes  modalidades.

Um grupo dos técnicos dessa empresa com sede na cidade do Vigo chegou à Guiné-Bissau na terça-feira, 17 de novembro de 2020, para fazer prospeção e levantamentos necessários.

Em declarações aos jornalistas na quarta-feira, 18 de novembro, depois da visita ao Estádio Lino Correia, o engenheiro da empresa, Juan Lopez, não precisou a data para o arranque dos trabalhos, mas garantiu que a infraestrutura base do Estádio está bem para receber os equipamentos.

“Constatamos que a estrutura básica está muito bem, embora precise de certos arranjos, mas as condições gerais serão muito aproveitáveis”, explicou Juan Lopez.

O apoio da empresa espanhola foi conseguido numa recente deslocação do Presidente da Federação de Futebol da Guiné-Bissau (FFGB), Carlos Mendes Teixeira “Caíto”, através dos parceiros espanhóis que trabalham com o presidente do Sport Bissau e Benfica, Wilson Pereira Batista, no desenvolvimento do futebol nacional.

O presidente da FFGB, visivelmente satisfeito, disse à imprensa que o seu foco é trabalhar para o desenvolvimento do futebol nacional nos próximos quatro anos da liderança.

“O nosso foco é desenvolver o futebol da Guiné-Bissau. Este projeto resultou de uma ideia antes da minha eleição como presidente da federação. Agora vai ser uma mais valia para o futebol do país. A instalação da nova iluminação vai minimizar muitos sacríficos, permitir que os jovens não joguem sob muita temperatura”, sublinhou Mendes Teixeira.

Na ocasião, Julio Vazquez Dominguez, um dos parceiros,  referiu que está disponível para ajudar a Guiné-Bissau, mas em primeiro lugar era preciso conhecer a realidade do país, antes de avançar com qualquer apoio.

Nesta primeira viagem à Bissau, a delegação da empresa está a fazer os estudos, verificar os cabos, torres de iluminações e os postos de transformações da energia do Estádio Lino Correia para ter uma ideia clara sobre orçamento necessário para instalar novas iluminações no complexo desportivo.

Segundo apurou a seção desportiva do Jornal O Democrata, a última vez que se jogou à noite no Estádio Lino Correia foi em 1986, no jogo entre Sporting da Guiné-Bissau e Gabú, que acabou interrompido por avaria do grupo de geradores que alimentavam o estádio.


Por: Alison Cabral

Imagem: AC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa