BACAR MIDANA, NOVO PRODÍGIO DE LUTA LIVRE

O presidente da Federação de Luta da Guiné-Bissau (FLGB), João Bernardino Soares da Gama, considerou que um dos sucessores do lutador Augusto Midana, nove vezes campeão africano, poderá ser o jovem prodígio lutador, Bacar Midana, sobrinho do campeão Augusto Midana.

“Ele faz parte de um grupo restrito de atletas que estão a disputar a sucessão do seu tio, onde também outros nomes como Caetano, que já teve uma experiência numa competição internacional a nível da categoria de cadete tendo ganho uma medalha de prata. É um conjunto de atletas que descobrimos nas mesmas circunstâncias como Augusto Midana”.

Segundo Soares da Gama durante um evento de luta tradicional realizado no domingo último na vila de Quessangue, arredores do setor de Bissorã, região de Oio, Bacar Midana fez três combates, vencendo dois e empatou um, continuando assim imbatível na comunidade.

Em entrevista telefônica ao Jornal O Democrata esta segunda-feira, 7 de junho de 2021, para reagir a progressão do jovem lutador, Bernardo Soares da Gama realçou a capacidade física extraordinária de Bacar Midana e revelou que a instituição federativa vai continuar ajudá-lo a progredir para chegar à performance de Augusto Midana.

“É um atleta que estava a trabalhar há muito tempo no nosso centro e estávamos a preparar para fazer a sua inscrição nas competições que a nossa federação tem participado, mas a situação da covid-19 esteve  na origem do cancelamento de várias competições, nomeadamente o Campeonato Africano de Luta Livre que devia ter lugar no mês de abril passado em Marrocos”, disse.

Os seus adversários nas lutas tradicionais dizem que a força, o equilíbrio, a segurança e perspicácia são as características mais sonantes do jovem Bacar Midana. Apesar da sua tenra idade, já é bastante temido pela concorrência, e muita gente vê nele um futuro recheado de êxitos nos certames internacionais da modalidade.

Segundo a explicação do presidente da FLGB, Midana é um atleta que faz dois tipos de luta, nomeadamente a luta livre, ou seja, luta olímpica e a luta tradicional, embora a direção técnica da federação esteja a trabalhar com atleta mais no componente da luta olímpica.

De recordar que a Guiné-Bissau tem já qualificados três atletas para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, com os lutadores Augusto Midana e Diamantino Fafé e a judoca Taciana Baldé. Midana e Fafé asseguraram as presenças nas competições de 74kg e 54kg, respetivamente, assim como Baldé na categoria dos 48 kg. 

O tricampeão africano Augusto Midana que esteve em três Jogos Olímpicos, tendo tido como melhor resultado o sétimo lugar em Londres 2012, vai agora participar mais uma vez nesta competição e sonha alcançar uma medalha.

Segundo apurou a secção desportiva do Democrata após os Jogos Olímpicos, Augusto Midana vai abandonar a luta e integrar a equipa da FLGB.

Os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, adiados um ano devido a pandemia, vão realizar-se de 23 julho a 8 de agosto.

Por: Alison Cabral   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa