Amistoso: EM RISCO DE NÃO SE REALIZAR O JOGO ENTRE A GUINÉ-BISSAU E CABO VERDE

Está em risco a realização do jogo amistoso entre a seleção de futebol da Guiné-Bissau e a sua congénere de Cabo Verde, agendado para esta sexta-feira, 11 de junho de 2011, em Bissau.O avião que deveria trazer a seleção cabo-verdiana do Senegal para a Guiné-Bissau na quinta-feira, à tarde, acabou por ficar retido no Aeroporto Internacional Blaise Diagne, devido a uma avaria técnica.

Segundo apurou o secção desportiva do Jornal O Democrata, os jogadores cabo-verdianos deslocaram-se ao aeroporto por volta das 14h00 e foram informados posteriormente que o avião estaria com problemas num dos pneus, não podendo deslocar-se para Bissau.

A situação está a criar preocupações junto da direção executiva da Federação de Futebol da Guiné-Bissau (FFGB).

Uma equipa de reportagem de O Democrata esteve no hotel onde se instalou a comitiva da seleção nacional e constatou que estava a decorrer uma reunião dos membros executivo da FFGB que visou analisar a situação, na qual participou o presidente da FFGB, Carlos Mendes Teixeira, Tinex, Adilé Sebastião, Serifo Sow e Bonifácio Malam Sanhá.

Entretanto, fontes consultados por O Democrata indicam que a instituição federativa está a trabalhar no sentido de a seleção de Cabo Verde chegar ao país nas primeiras horas desta sexta-feira.

Perante este cenário, o organismo que dirige o futebol nacional considera a possibilidades de o jogo ser realizado no sábado ou domingo, dependendo da viagem do seu adversário.

Após a curta reunião, nenhum dos membros do organismo prestou declarações à imprensa, mas prometem falar nesta sexta-feira sobre o assunto.

O jogo amistoso enquadra-se no plano da FFGB com vista à preparação para a fase de qualificação da zona africana para o Mundial do Qatar 2022 e para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que se realiza em janeiro de 2022, nos Camarões.


A seleção caboverdiana fez dois jogos amistosos: perdeu com a sua congénere do Senegal por 2-0, na terça-feira, e venceu a seleção olímpica do Brasil por 2-1.

Por: Alison Cabral

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.