BADEA EMPRESTA 43 MILHÕES DE DÓLARES AO GOVERNO PARA CONSTRUIR ESTRADAS

O Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico em África (BADEA), vai emprestar ao governo da Guiné-Bissau 43 milhões de dólares norte-americanos para a construção e modernização das estradas de Bissau, e a construção da estrada que liga Bissau à vila de Nhacra, região de Oio, norte do país.

Em nota divulgada pelo ministério das Finanças, a que o jornal O Democrata teve acesso, o acordo do empréstimo foi assinado hoje, 30 de agosto de 2021, em Khartoum (Sudão) entre o governo guineense, representado pelo ministro das Finanças, João Aladje Mamadu Fadia, e o diretor-geral do BADEA, Sidi Ould Tah.

Segundo uma fonte de O Democrata, o BADEA vai disponibilizar o valor em duas parcelas. A primeira, será de 20 milhões de dólares que terá uma taxa de juros de 1% por um ano, reembolsável em 30 anos e que conta com um período de graça de 10 anos.

A segunda e última parcela no valor de 23 milhões de dólares terá uma taxa de juros de 2,45% por ano, reembolsável em 15 anos, mas com um período de graça, de 5 anos.  

Os empréstimos do BADEA, de acordo com a fonte, vai permitir o governo da Guiné-Bissau realizar as obras da construção e modernização das estradas da capital Bissau, designadamente: Estrada de Alfândega-Guimetal, passando por Cuntum Madina, conectado com a estrada Guimetal – Alfândega.

A segunda obra vai ligar a estrada rotunda do prédio dos antigos combatentes, em Antula e o setor de Nhacra, com um desvio até Cumeré. As obras, de acordo com a nota, vai durar dois anos.

A nota informa também que o empréstimo foi feito na base dos critérios de concessionalidade exigidos pelo Fundo Monetário Internacional.

Por: Assana Sambú 

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.